PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Espanha declara dez dias de luto nacional por vítimas da COVID-19

É "o luto mais longo da nossa democracia", restabelecida em 1977, disse o chefe do governo espanhol, Pedro Sánchez

11:31 | 26/05/2020
Médicos em clima de festa pela luta contra a pandemia (Foto: Gabriel BOUYS / AFP)
Médicos em clima de festa pela luta contra a pandemia (Foto: Gabriel BOUYS / AFP)

O governo espanhol decretou, nesta terça-feira (26), dez dias de luto a partir de amanhã, em homenagem às vítimas do coronavírus.

Já são quase 27.000 mortes e mais de 235.000 casos de contágio no país.

É "o luto mais longo da nossa democracia", restabelecida em 1977, disse o chefe do governo espanhol, Pedro Sánchez

O Conselho de Ministros aprovou "a declaração oficial de luto em todo país pelas vítimas do coronavírus (...) a partir de amanhã, com bandeiras a meio pau em todos os prédios públicos", anunciou a porta-voz do governo, María Jesús Montero.

A porta-voz do governo de coalizão de esquerda também apontou que "um grande ato oficial" será organizado mais tarde, presidido pelo rei Felipe VI para homenagear os mortos, 80% deles acima dos 70 anos.

País de origem da pandemia, a China estabeleceu um Dia Nacional de Luto pelas vítimas do vírus em 4 de abril, enquanto as prefeituras italianas organizaram atos de memória para as vítimas em 31 de março.

Nos Estados Unidos, o presidente Donald Trump decretou que as bandeiras ficassem hasteadas a meio mastro entre 22 e 24 de maio.

A oposição de direita exigiu repetidamente que Sánchez declarasse luto oficial, mas o líder socialista preferiu esperar até que a epidemia estivesse sob controle.