PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Fortaleza é a 4ª capital do Brasil com maior transparência no enfrentamento da pandemia

A pesquisa da Transparência Internacional avaliou os portais das 26 capitais brasileiras, aplicando pontuações de 0 a 100

Ismia Kariny
13:12 | 21/05/2020
Os produtos de enfrentamento à Covid-19 em Fortaleza, cuja entrega será feita no aeroporto de Pequim, foram adquiridos pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) (Foto: Jefferson Peixoto/Secom)
Os produtos de enfrentamento à Covid-19 em Fortaleza, cuja entrega será feita no aeroporto de Pequim, foram adquiridos pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) (Foto: Jefferson Peixoto/Secom)

Fortaleza fica em quarto lugar no ranking de transparência em ações para o enfrentamento ao novo coronavírus. A pesquisa elaborada pela Transparência Internacional considera entre diversos quesitos, o acesso pleno, ágil e simples sobre as informações de compras emergenciais em relação à Covid-19. Na primeira avaliação, divulgada nesta quinta-feira, 21, somente cinco capitais brasileiras conseguiram alcançar os índices de transparência “ótimo” e “bom”.

A pesquisa da Transparência Internacional avaliou os portais das 26 capitais brasileiras, aplicando pontuações de 0 a 100. As cidades consideradas mais transparentes foram aquelas que mais se aproximaram da nota máxima. Em seguida, elas são classificadas nas categorias que varia, segundo a nota, entre ótimo, bom, regular, ruim e péssimo.

Conforme a pesquisa, desde o início do enfrentamento à Covid-19, a Prefeitura de Fortaleza tem adotado várias ações para assegurar a transparência dos processos de aquisição e contratação de serviços. Entre elas, destaca-se a criação do Comitê de Controle Interno, Transparência e Governança, além da elaboração do hotsite coronavirus.fortaleza.

Leia também | Ceará lidera ranking da transparência sobre pandemia no País

Prefeitura também criou uma área exclusiva no Portal da Transparência para a divulgação dos contratos firmados, processos de aquisição, despesas aplicadas e instituição de uma ouvidoria, ferramentas que permitem ao cidadão exercer controle social sob a gestão pública municipal.

A secretária-chefe da Controladoria e Ouvidoria Geral do Município, Luciana Lobo, ressalta que a transparência deve ser expandida, na medida em que os governos têm ampliado os gastos públicos em razão do enfrentamento ao novo coronavírus. “Temos assegurado para o cidadão a adoção de medidas corretas da aplicação dos recursos públicos e uma fonte de informação segura para a checagem de dados divulgados em redes sociais”, pontua Luciana.

Sobre a Transparência Internacional

A Transparência Internacional (TI) é uma organização não-governamental internacional, presente em mais de 100 países, que tem desenvolvido pesquisa e estudos, além de buscar ferramentas e soluções anticorrupção.

No Brasil, a TI conta com uma equipe de profissionais brasileiros que atua em colaboração com o Secretariado em Berlim e os demais países onde está presente. No País, desde 2016, a organização possui uma estrutura própria formada por uma equipe executiva e um Conselho Deliberativo.

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >