PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Na pandemia, telemedicina agiliza consultas e viabiliza acompanhamento de outras doenças além da Covid-19

Modalidade foi regulamentada em caráter excepcional e temporário pelo Ministério da Saúde em razão da pandemia de Covid-19

11:45 | 13/05/2020

As ações de telemedicina foram regulamentadas pelo Ministério da Saúde (MS) em março deste ano no contexto do combate à pandemia de Covid-19. A decisão de caráter excepcional e temporário permite atendimento pré-clínico, de suporte assistencial, de consulta, de monitoramento e diagnóstico à distância.

Por meio do recurso, evita-se a circulação durante a pandemia, inclusive para emissão de atestados. Pela autorização do MS, hospitais públicos e privados podem emitir atestados e receitas médicas eletronicamente. Caso o médico determine o isolamento de um paciente, deverá ser comunicado ao profissional sobre quem mora com ele ou assinar uma declaração contendo a relação das pessoas que residam no mesmo endereço.

De acordo com a doutora Erica Costa, médica responsável pela implantação da telemedicina na Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, a principal vantagem da ferramenta é a facilidade no uso. Além disso, o recurso também permite a retomada de atendimentos de outras doenças. “A ferramenta otimiza o tempo de todos, além de permitir o compartilhamento médico de diagnóstico, aumentando a segurança e a assertividade das condutas médicas”, comenta em nota.

LEIA TAMBÉM | Saiba como está a regulamentação da telemedicina no país

+ Surdos enfrentam dificuldade para atendimento em saúde

+ Telemedicina garante rapidez no atendimento a doentes cardíacos

A médica também destaca que a telemedicina, em cenários epidemiológicos normais, agiliza consultas e evita que pessoas “percam tempo nos trajetos”. Ainda, a ferramenta pode facilitar o acesso à saúde de regiões mais afastadas - desde que tenham acesso à internet. “O desafio está na sua ampliação e incorporação às práticas de atendimento no futuro”, diz a nota.

No Ceará, a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) disponibiliza o TeleSaúde pelo número 0800 275 1475, além de orientar dúvidas sobre a Covid-19 no Plantão Coronavírus, pelo WhatsApp (85) 98439.0647. Em suspeita de contaminação pelo novo coronavírus, a orientação é entrar em contato com os números ou com a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) mais próxima. A Sesa também disponibiliza informações sobre a pandemia no Estado em um site especial para o coronavírus. 

MODALIDADES DA TELEMEDICINA
- Teleorientação: em que os médicos realizam, à distância, a orientação e o encaminhamento de pacientes em isolamento;

- Telemonitoramento: os pacientes podem ser monitorados à distância com supervisão ou orientação de um médico;

- Teleinterconsulta: em que ocorre a troca de informações e opiniões exclusivamente entre médicos, para auxílio diagnóstico ou terapêutico.