PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Secretaria de Educação do Ceará apoia recomendação de adiamento do Enem 2020

A recomendação feita pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) ao Ministério da Educação (MEC), em decorrência da pandemia de coronavírus que atinge todo o Brasil

Alan Magno
23:27 | 11/05/2020
Secretaria da Educação do Ceará defende o adiamento do Enem 2020, diante da pandemia de coronavírus (Foto: DAVI PINHEIRO/GOVERNO DO CEARÁ/DIVULGAÇÃO)
Secretaria da Educação do Ceará defende o adiamento do Enem 2020, diante da pandemia de coronavírus (Foto: DAVI PINHEIRO/GOVERNO DO CEARÁ/DIVULGAÇÃO)

A Secretaria de Educação do Ceará (Seduc) afirmou por meio de nota ao O POVO que concorda com a recomendação feita pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) ao Ministério da Educação (MEC) sobre o adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

O posicionamento ocorre no mesmo dia em que a Seduc anunciou uma série de medidas que tentam minimizar o impactos negativos gerados pela pandemia de coronavírus no ano letivo cearense devido a suspensão das aulas presenciais no Estado. As aulas estão suspensas desde o primeiro decreto estadual em 19 de março. 

Apesar das estratégias para manter educação a distância, a secretaria mostra preocupação com os alunos que não possuem acesso à internet. “A Seduc apoia a ação com a recomendação do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) ao MEC sobre adiamento do cronograma das provas do Enem. Para essa fase de inscrições, as escolas, remotamente, irão auxiliar estudantes que não têm acesso à internet”, destaca a nota.

A pasta informou que, observando as normas do Conselho Nacional de Educação (CNE), direcionou as escolas a elaborarem um Plano de Atividades Domiciliares de forma que a carga horária escolar possa ser cumprida pelos alunos sem saírem de casa.

Dentre os métodos utilizados como alternativa às aulas presenciais, estão o uso de videoaulas, atividades impressas e transmissão de aulas de todas as disciplinas na rede de televisão aberta do governo estadual (TV Ceará - TVC). O ensino a distância tem sido incentivado fortemente como forma de manter a rotina em meio às medidas de isolamento social.

A Seduc destacou ainda a parceria entre a pasta e 12 plataformas voltadas ao ensino. Os sites e aplicativos oferecem, gratuitamente, apoio na organização, elaboração, transmissão e realização das atividades escolares, tanto para alunos, quanto para professores.

Foi publicado ainda, um Guia de Apoio aos Estudos Domiciliares, cujo o propósito é compartilhar com alunos, responsáveis e professores orientações específicas sobre as práticas pedagógicas adotadas neste momento. Para acessar basta clicar aqui


Confira nota na íntegra:

"A Seduc apoia a ação com a recomendação do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) ao MEC sobre adiamento do cronograma das provas do Enem.

Para essa fase de inscrições, as escolas, remotamente, irão auxiliar estudantes que não têm acesso à internet.

A Seduc, por meio das Credes, no Interior, e Sefor, na Capital, utilizará diversas estratégias para assegurar as inscrições dos estudantes que não contam com Internet. Há grupos específicos de profissionais, como os interlocutores do Enem, professores dos laboratórios ou Professores Diretores de Turma, que fazem essa conexão com os estudantes. Além disso, também são utilizados contatos telefônicos."

Secretaria de Educação do Ceará