PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Lavatório de mãos público é disponibilizado à população no centro de Maranguape

O local foi montado pela cooperativa de saúde Univida no dia 6 de abril e recebe uma média de mil usuários todos os dias

Lais Oliveira
12:38 | 29/04/2020
A previsão é que o equipamento fique ao dispor da população de Maranguape pelo tempo que for necessário (Foto: Adaino Sardemberg/Univida)
A previsão é que o equipamento fique ao dispor da população de Maranguape pelo tempo que for necessário (Foto: Adaino Sardemberg/Univida)

Quem passa pelo centro de Maranguape, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), pode aproveitar para reforçar a prevenção ao coronavírus lavando as mãos. No lavatório público disponibilizado é possível encontrar água, sabão e papel toalha à vontade. O equipamento foi montado como uma das inciativas de combate ao coronavírus da cooperativa de atendimento pré-hospitalar e de saúde Univida.


Funcionando durante o dia todo desde 6 de abril, o lavatório recebe uma média de mil usuários por dia. Adriana Lima, presidente da Univida, lembra que uma das principais formas de evitar a infecção por coronavírus é lavando as mãos. "O objetivo é oferecer à população que precisa se deslocar até o centro da cidade para ir ao banco, à farmácia ou à casa lotérica, mais uma alternativa de prevenção à Covid-19", ressalta.


A previsão é que o equipamento fique ao dispor da população pelo tempo que for necessário. Além do lavatório, a cooperativa que atua há seis anos no mercado, faz a desinfecção do entorno da sua sede onde existe aglomeração de pessoas.


Além disso, a Univida já realizou a doação de máscaras e aventais a profissionais de saúde e pessoas do grupo de risco na própria empresa. Cerca de 10 mil máscaras e 5 mil aventais foram encomendados pela cooperativa a produtores locais, garantindo a renda de famílias da região.


Serviço


Onde: rua Dr. João Bezerra, 139, Centro de Maranguape
Funcionamento: de segunda à sexta-feira, das 9 horas às 17 horas

Fotos: A previsão é que o equipamento fique ao dispor da população de Maranguape pelo tempo que for necessário. (Adaino Sardemberg/Univida)