PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

China denuncia 'mentiras' de políticos americanos sobre pandemia

"As autoridades americanas ignoraram a verdade em várias ocasiões e proferiram mentiras descaradas", afirmou o porta-voz do Ministério chinês das Relações Exteriores, Geng Shuang

08:32 | 28/04/2020
Mulher usando uma máscara protetora em  Pequim. Na Cidade, foi ordenado o fechamento de escolas do ensino fundamental e secundárias. (Foto: NICOLAS ASFOURI /AFP)
Mulher usando uma máscara protetora em Pequim. Na Cidade, foi ordenado o fechamento de escolas do ensino fundamental e secundárias. (Foto: NICOLAS ASFOURI /AFP)

Pequim acusou os políticos americanos de "contarem mentiras descaradas" sobre a pandemia do novo coronavírus, depois que o presidente Donald Trump ameaçou, na segunda-feira (28), solicitar uma compensação econômica à China pelos danos provocados.

"As autoridades americanas ignoraram a verdade em várias ocasiões e proferiram mentiras descaradas", afirmou o porta-voz do Ministério chinês das Relações Exteriores, Geng Shuang, que acusou Washington de "distrair a atenção pública" de seu programa "ruim" de prevenção e controle da pandemia.

"Eles têm apenas um objetivo: eximir-se de qualquer responsabilidade sobre sua própria gestão da epidemia e distrair a atenção da sociedade", acrescentou.

Em sua entrevista coletiva diária, o presidente dos EUA apontou a possibilidade de pedir a Pequim uma compensação de bilhões de dólares pelos danos causados pelo novo coronavírus, que invadiu a cidade chinesa de Wuhan no final de 2019.

"Não estamos felizes com a China", disse Trump, da Casa Branca.

"Poderia ter parado rapidamente e não teria se espalhado pelo mundo todo", insistiu ele.

A epidemia ultrapassou três milhões de infecções em todo mundo e causou mais de 200.000 mortes.

Com um terço dos casos e mais de 56.000 óbitos, os Estados Unidos são de longe o país mais afetado do mundo.


Acesse a cobertura completa do Coronavírus >