PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

"A ideia é seguir as orientações do Governo", diz superintendente do Iguatemi sobre funcionamento do shopping

Wellington Oliveira deu entrevista à rádio O POVO/CBN na manhã desta terça, 28. Superintendente de administração do Iguatemi falou sobre ações do shopping durante quarentena e retorno dos comércios

12:35 | 28/04/2020
A Alshop representa 105 mil lojas de shoppings em todo o País (Foto: Foto: Divulgação / Iguatemi )
A Alshop representa 105 mil lojas de shoppings em todo o País (Foto: Foto: Divulgação / Iguatemi )

O superintendente de administração do Shopping Iguatemi, Wellington Oliveira, afirmou que não quer "antecipar ou postergar" a abertura do shopping, decisão que afetará a crise de saúde que o Ceará passa devido pandemia da Covid-19. A declaração foi dada nesta terça-feira, em entrevista à rádio O POVO/CBN. "Todo mundo está ciente da situação do Ceará, que é grave ainda. A nossa expectativa é que tudo ocorra no momento adequado", disse.

A declaração do superintendente veio após ser perguntado sobre protocolo divulgado pela Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), que lista recomendações para reabertura de shoppings no país. Pelo menos 43 estabelecimentos do tipo voltaram a funcionar no Brasil.

"Não queremos antecipar ou postergar uma abertura, criando um problema maior do que a gente já está tendo. A ideia é seguir as orientações do governo e, de nossa parte, quando isso acontecer (reabertura), garantir que ocorra de forma segura, controlada", argumentou o superintendente do Iguatemi.

Segundo ele, o fechamento de comércios tem impactado a dinâmica financeira do shopping, mas, dentro do contexto de quarentena, o estabelecimento tem tentado driblar os problemas. "O Iguatemi tem buscado alternativas de manter próximos tanto o cliente quanto o lojista. Dentro dessas possibilidades, criamos o Iguatemi em Casa, projeto guara-chuva que engloba várias ações", explica Wellington.

Alguma dessas ações, por exemplo, acontece nas redes sociais. Lá, são disponibilizadas aulas de yoga, aulas de dança e culinárias, dicas de como brincar com a família na quarentena e outras formas de entretenimento.

Ainda dentro desse projeto, o Iguatemi em Casa, o shopping implementou outros projetos, como explica Oliveira: "Tem o Delivery Iguatemi, onde divulgamos nas redes sociais todas as lojas que estão dentro desse projeto e o cliente pode entrar em contato, efetuar todo o processo de compra pelo telefone e o Iguatemi garante a coleta do produto na loja e entrega na porta do cliente dentro de toda a segurança e regras de saúde".

Já o Iguatemi Express, segunda forma de contato entre lojista e cliente, quem tem certa urgência nas compras pode utilizar o Driv-Thru do shopping, aberto diariamente, de 12 horas às 18h. Será também por esse sistema o Dia das Mães do shopping: um Drive-Thru só para mães.

Durante entrevista, Wellington ressaltou que o momento de crise também tem servido como aprendizado e ele espera que, após retorno, as pessoas possam ter mais ciência da importância de higiene não só pessoal, mas também dos espaços públicos.

Pelos próximos dias, os trabalhadores do shopping participarão de lives com especialistas para entender um pouco mais sobre como será o estabelecimento se comportará após a pandemia. "No futuro, é entender como está a cabeça dos clientes, como isso impacta todo mundo e, entendendo isso bem, criar ações e projetos que vão de encontro com os anseios do cliente", acrescenta o superintendente. Pelo menos 150 lojistas assistirão as lives, que devem trazer temáticas de gestão de negócios, direitos trabalhistas, entre outros.

Iguatemi Fortaleza recebe unidade do Hemoce entre os dias 27 e 30 de abril