Participamos do

18 novos leitos de UTI são pleiteados por Cabeto para atender a pacientes graves sem infecção com a Covid-19

O pedido leva em conta a alta taxa de ocupação das unidades de saúde do Estado em Fortaleza, que chegou a 92% na última sexta-feira, 24
18:19 | Abr. 26, 2020
Autor Ismia Kariny
Foto do autor
Ismia Kariny Estagiária O POVO online
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O titular da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), Dr. Cabeto, requisitou ao Hospital Prontocardio a disponibilização de 18 leitos de terapia intensiva (UTI) para atender a pacientes graves, sem contaminação com a Covid-19. As informações foram divulgadas no Diário Oficial do Estado do Ceará, neste sábado, 25. Por meio da portaria nº 2020/410, também consta a solicitação de seis leitos clínicos em enfermaria para retaguarda pós-UTI.

O pedido surge diante da necessidade da ampliação do atendimento na rede pública estadual, que chegou a 92% de ocupação nas unidades localizadas em Fortaleza. Segundo o documento, tem sido levado em consideração a disponibilidade de leitos de unidade de terapia intensiva no Hospital Prontocárdio e a urgência no enfrentamento a emergência na saúde pública.

Os leitos de unidade de terapia intensiva devem ser utilizados por pacientes em estado grave, sem contaminação com a Covid-19, que são usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), além de referenciados e regulados pela Secretaria da Saúde do Estado.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Conforme a publicação, a requisição vigerá por até cinco dias, a contar de sua efetiva implementação. A indenização devida será realizada pelo Estado do Ceará, quantificada e quitada segundo a Lei Federal 13.979/2020 e a Lei Estadual 17.194/2020.

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags