PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Postos de saúde realizam atendimento diferenciado para outros serviços básicos durante pandemia

As 113 unidades de saúde básica existentes na Capital estão priorizando as demandas espontâneas

13:55 | 15/04/2020

Durante a pandemia da Covid-19, a orientação paras as 113 unidades de saúde básica existentes em Fortaleza é priorizar as demandas espontâneas, de acordo com a Secretaria Municipal da Saúde (SMS). Isto porque os locais também podem receber pessoas que apresentam sintomas da Covid-19. Porém, outros serviços que necessitam de acompanhamento constante continuam acontecendo, mas de forma diferenciada, conforme a pasta.

A designer Bruna Alburquerque, 26, sentiu dificuldades para tomar as doses de uma vacina antirrábica quando precisou, na última semana. Após ser mordida por um gato, ela se dirigiu a um posto de saúde da Cidade para notificar o caso. Em seguida, foi orientada a tomar quatro doses da vacina em unidades básicas específicas. “Na notificação demorei entre duas a três horas para ser atendida porque demoraram a fazer o questionário”, relembra. Com o feriadão da última sexta-feira, 10, Bruna não encontrou os postos abertos e precisou esperar até esta segunda-feira para tomar a última dose da vacina.

O coordenador das Redes de Atenção Primária e Psicossocial de Fortaleza (Raps), Rui de Gouveia, esclarece que os postos de saúde continuam recebendo demandas que necessitam de acompanhamento constante, como pré-natais. Porém, de forma diferenciada. “Na própria unidade de saúde, estamos diferenciando a forma de entrada da pessoa. Se ela for uma pessoa com síndrome gripal, ela vai seguir um fluxo. Se não, vai seguir outro fluxo”, explica.

Rui também pontua que medidas como a ampliação no tempo de validade das receitas e a distribuição de medicamentos para pacientes acima de 80 anos em casa são medidas pensadas para evitar deslocamentos desnecessários aos postos. Entretanto, ele pondera que não há motivo para temer procurar as unidades básicas pois isso pode trazer complicações para pacientes com outras doenças pré-existes.

As unidades de atenção básica costumam oferecer serviços eletivos como odontologia, acompanhamento de gestantes, coleta de exames laboratoriais, procedimentos ambulatoriais, prevenção ginecológica, entre outros. O POVO solicitou à SMS a confirmação sobre se todos esses serviços estariam funcionando de forma específica, porém até o fechamento desta matéria não obteve este detalhamento.