PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Começa hoje patrulhamento da PM e GMF na periferia de Fortaleza

Mucuripe, Serviluz e Barra do Ceará estão entre os bairros prioritários. Bairros da chamada zona nobre da Capital, com maior índice de infectados, não entram na ação

11:30 | 15/04/2020
Policiais militares autuaram 25 proprietários de estabelecimentos comerciais. Foto: Assessoria de imprensa da SSPDS
Policiais militares autuaram 25 proprietários de estabelecimentos comerciais. Foto: Assessoria de imprensa da SSPDS (Foto: Assessoria de Imprensa SSPDS)

Começa nesta quarta-feira, 15, a ação de apoio da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF) ao patrulhamento já realizado pela Polícia Militar do Ceará (PMCE) nos bairros de Fortaleza. As prioridades são bairros que registram maior índice de casos confirmados de Covid-19, a exemplo de Mucuripe, Serviluz, Caios do Porto, Cristo Redentor, Barra do Ceará e Vila Vilha.

O anúncio feito pelo prefeito Roberto Cláudio (PDT) em live nessa terça-feira, 14, previa essa força-tarefa para aumentar o isolamento em bairros de periferia. Ele informou também que bairros da zona nobre da Capital, como Meireles e Aldeota, que lideram com mais casos confirmados de coronavírus em Fortaleza, ainda não fazem parte desse planejamento. No Meireles, 163 casos foram confirmados, superando a soma de confirmações em 10 estados brasileiros.

Em entrevista à rádio O POVO CBN, a tenente coronel da PMCE Fátima de Paula destaca a importância de permanecer em casa nesse período de quarentena. "O número de mortes é alto e a gente tem que se preocupar com isso", disse. No Ceará, o número de óbitos já chegou a 111, conforme Boletim Epidemiológico divulgado às 10 horas de hoje pela Secretaria da Saúde (Sesa). Já são 2.146 casos confirmados no Estado.

Embora a ação seja da Polícia, a tenente coronel explica que a atividade é didática e orientará a quem estiver nas ruas nesses bairros a ir para casa. "Caso não haja o entendimento, a gente faz a condução até uma delegacia onde o responsável irá prestar Termo Circunstanciado de Ocorrência", alerta.

É possível denunciar estabelecimentos que venham a descumprir o decreto de isolamento social expedido pelo governador Camilo Santana pelo número 190. Está prevista multa de R$ 50 mil para estabelecimentos comerciais que resistirem abertos.

Outra ação anunciada pelo prefeito Roberto Cláudio é a busca ativa em bairros para orientar grupos de risco da Covid-19 em Fortaleza, realizada por agentes de endemia. O chefe do Executivo Municipal reforçou ainda os benefícios da busca precoce por atendimento por pacientes com sintomas da Covid-19. Segundo ele, 15% dos óbitos registrados em Fortaleza, que conta com 86 mortes, aconteceram dentro de casa ou após terem a primeira parada cardiorrespiratória.