PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Novo recorde de mortes em Nova York por coronavírus, mas curva começa a cair

Se as pessoas não respeitarem a quarentena, "os números aumentarão", previu o governador

15:08 | 08/04/2020
NOVA YORK, NY - 30 DE MARÇO: O navio-hospital da Marinha USNS Comfort viaja pelo rio Hudson enquanto segue para o píer 90, enquanto a pandemia de coronavírus continua a sobrecarregar a infraestrutura médica. (Foto Dimitrios Kambouris / AFP) (Foto: Dimitrios Kambouris / AFP)
NOVA YORK, NY - 30 DE MARÇO: O navio-hospital da Marinha USNS Comfort viaja pelo rio Hudson enquanto segue para o píer 90, enquanto a pandemia de coronavírus continua a sobrecarregar a infraestrutura médica. (Foto Dimitrios Kambouris / AFP) (Foto: Dimitrios Kambouris / AFP)

O estado de Nova York registrou um novo recorde de mortes por coronavírus nas últimas 24 horas, um total de 779 mortes, mas a curva de hospitalizações começou a cair, disse o governador Andrew Cuomo nesta quarta-feira, 8. "Não há dúvida de que estamos baixando a curva", disse Cuomo em entrevista coletiva. "O número de pacientes hospitalizados está caindo" com as medidas de confinamento adotadas, acrescentou.

"Se a taxa de hospitalização continuar caindo como atualmente, o sistema deverá se estabilizar nas próximas duas semanas", disse. No entanto, o governador chamou o recorde de 779 mortes nas últimas 24 horas de "terrível", contra o recorde anterior de 731 no dia anterior.

Cuomo explicou que as mortes continuam a aumentar porque a maioria dos pacientes hospitalizados e conectados a um respirador vão morrendo ao longo dos dias. Embora a curva esteja caindo, "de maneira nenhuma isso significa que estamos fora de perigo", alertou Cuomo.

Se as pessoas não respeitarem a quarentena, "os números aumentarão", previu. O estado de Nova York, o mais afetado pela pandemia nos Estados Unidos, registra agora 6.268 mortes por Covid-19