PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Universidades e empresas fabricam equipamentos para profissionais da saúde

O Departamento de Arquitetura, Urbanismo e Design (Daud) da Universidade Federal do Ceará (UFC) tem produzido, diariamente, cerca de 15 máscaras de proteção e já doou parte da produção para a Secretaria de Saúde de Quixadá

Iara Costa
12:16 | 31/03/2020
Senai-CE trabalha no protótipo para que uma máquina de respiração mecânica possa servir para dois pacientes (Foto: DIVULGAÇÃO)
Senai-CE trabalha no protótipo para que uma máquina de respiração mecânica possa servir para dois pacientes (Foto: DIVULGAÇÃO)

Quando a pandemia de coronavírus deu seus primeiros passos para adentrar no Ceará, o governador do Estado, Camilo Santana, decretou a quarentena e recentemente a prorrogou. Com o número crescente de casos, logo os profissionais da saúde passaram a denunciar a escassez de equipamentos de proteção.

Pensando em auxiliá-los, as mais diversas redes universitárias e empresários criaram uma frente de solidariedade e passaram a fabricar equipamentos e outros produtos hospitalares. Para viabilizar a produção, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, excepcionalmente, no dia 23 de março, a fabricação de máscaras, face shields (protetores faciais) e outros produtos para saúde por hospitais e empresas, sem a necessidade de exigências sanitárias administrativas, como alvará, autorização de funcionamento e cadastro, por 180 dias.

Visando resguardar a proteção individual dos profissionais de saúde que estão trabalhando no combate à covid-19, o Departamento de Arquitetura, Urbanismo e Design (Daud) da Universidade Federal do Ceará (UFC) tem produzido, diariamente, cerca de 15 máscaras de proteção e já doou parte da produção para a Secretaria de Saúde de Quixadá.

Para conseguir aumentar sua produção, porém, o Departamento necessita de doações da matéria-prima acetato e filamentos PLA, essenciais na montagem de tal proteção. Empresas ou pessoas físicas interessadas em realizar doações podem entrar em contato com o professor e coordenador do projeto, Roberto Vieira.

Logo que foi decretada quarentena no Ceará, o Movimento Respira Brasil nasceu. Formado por gestores, engenheiros e professores, eles trabalham principalmente na fabricação da máscara EPI Face Shield. Cerca de 1.500 peças são fabricadas pela Qualygraf de maneira colaborativa por dia com o auxílio dos profissionais. No último domingo, 29, o Movimento concluiu a fabricação de seis mil máscaras e as distribuiu nos hospitais com a maior concentração de pacientes com coronavírus no Estado.

Apesar de terem o serviço de montagem gratuita, o grupo se utiliza de recursos próprios para adquirir folha de acetato, material com o qual o equipamento é feito. Buscando aumentar o número de máscaras produzidas, o Movimento recebe doações através da conta da empresa mandatária dos recursos do Movimento Respira Brasil.

Outra instituição que tem concentrado suas forças no combate à covid-19 é o Senai Ceará. Em todo o Estado, a instituição está focada na produção de 1 mil litros de álcool em gel, 30 mil máscaras EPIs, 1 mil aventais hospitalares e 8 mil máscaras de TNT.

https://www.instagram.com/tv/B-IyX_VnVzO/?utm_source=ig_web_copy_link

Além disso, o órgão também disponibilizou, no Senai Jacarecanga, uma equipe de especialistas a postos para garantir a manutenção dos ventiladores mecânicos. De acordo com o gerente do Instituto Senai de Tecnologia, João Giffoni, a Prefeitura de Fortaleza tem estado em contato para auxiliar nesse serviço.

Junto à Secretaria de Saúde do Estado (Sesa), o Senai desenvolve ainda duplicador de respirador. Trata-se de uma válvula impressa em 3D, desenvolvida pelo Movimento Respira Brasil em conjunto com o Instituto, que divide um respirador mecânico, possibilitando alimentar dois pacientes ao mesmo tempo. "O protótipo ainda está em produção, pois está em validação com a Sesa. Em caso de aprovação, começaremos a produção do mesmo através de impressora 3D", contou Giffoni.

Utilizando-se de equipamentos próprios, o designer de produtos e modelador 3D, Jorge Bandeira, é mais um que tem trabalhado na fabricação de protetores faciais para profissionais de saúde. Egresso da Universidade Federal do Cariri (UFCA), ele tem doado todo equipamento que consegue fabricar para Secretaria de Saúde de Juazeiro do Norte.

Até o momento, Jorge já conseguiu fabricar mais de 100 protetores. Para alcançar essa quantidade, ele contou com doações da UFCA, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação do Município e outras partes interessadas em amparar de alguns modos os profissionais de saúde neste momento. O designer diz ainda que toda ajuda é bem-vinda e apontou que, caso algum profissional tenha uma impressora 3D e se disponibilize a ajudar na produção, eles podem, juntos, arrecadar matéria-prima.

Como ajudar cada uma dessas iniciativas

Movimento Respira Brasil

Contato para doações:

(85) 9 9181-6451 - Alberto Alan

www.movimentorespirabrasil.com.br

Instagram: @RespiraBrasil

Conta Bancária

Banco Vorotantim

Número do Banco: 655

Agência: 0655

Conta: 1529797-7

Investup Agente de Estruturação LTDA

CNPJ: 32.158.959/0001-46

Senai Ceará - Central de Atendimento

(85) 4009 6300

Facebook: www.facebook.com/senaiceara

Instagram: @senaiceara

Daud-UFC - Fabricação de EPIS

(85) 99957 4618

Roberto Vieira

BandeirArtes 3D

Instagram: @BandeirArtes3D

Telefone: (88) 98873 1774

 

Acesse a cobertura completa do Coronavírus >