PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Magazine Luiza lança plataforma digital para ajudar pequenas empresas e autônomos

Rede varejista disponibiliza site para comerciantes oferecem estoques a mais de 20 milhões de clientes. Enquanto pessoas físicas venderão produtos das lojas

Victor Hugo Pinheiro
13:32 | 31/03/2020
Magazine Luiza ajuda pequenos empresários autônomos (Foto: Reprodução / Magazine Luiza)
Magazine Luiza ajuda pequenos empresários autônomos (Foto: Reprodução / Magazine Luiza)

A empresa Magazine Luiza está lançando, nesta terça-feira, 31, a plataforma digital Parceiro Magalu. A iniciativa tem o intuito de permitir que pequenas empresas e autônomos possam vender seus produtos sem sair de casa. Com o isolamento social causado pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19), inúmeros profissionais estão impossibilitados de abrir estabelecimentos. Com a plataforma de vendas, será possível beneficiar trabalhadores prejudicados pelas medidas anunciadas pelas autoridades.

O CEO da Magazine Luiza, Frederico Trajano, ressaltou a importância de criar uma plataforma com o objetivo de ajudar pequenos empresários. "Nossa plataforma permitirá que esses milhões de brasileiros possam continuar a trabalhar, sem sair de casa e sem correr riscos. Digitalizar o varejo e os brasileiros faz parte da nossa estratégia de negócio e do nosso propósito como empresa, e ele nunca se mostrou tão necessário quanto nesses tempos que estamos vivendo".

Como a plataforma foi criada em pouco tempo, Trajano também comentou que o sistema pode mostrar algumas instabilidades. "Fizemos em cinco dias o que estava planejado para ser feito em cinco meses. Sabemos que podemos enfrentar instabilidades no sistema, mas achamos que era preciso correr o risco", concluiu.

O Parceiro Magalu possui duas plataformas digitais, sendo uma para pessoa jurídicas, onde pequenos comerciantes e empresário podem oferecer seus produtos no site e no aplicativo da Magazine Luiza. Já a segunda é para pessoas físicas, que na venda de qualquer item oferecido pela rede varejista em redes sociais, como Facebook, WhatsApp e Instagram recebe comissão entre 1% a 12%.