PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Indonésia declara estado de emergência por coronavírus mas descarta confinamento

O governo indonésio foi muito criticado por não ter imposto o confinamento estrito nas grandes cidades, como a capital, Jacarta, que tem 30 milhões de habitantes, onde foram detectados vários casos

10:54 | 31/03/2020

O presidente da Indonésia, Joko Widodo, declarou nesta terça-feira, 31, estado de emergência por causa do coronavírus, mas não ordenou um confinamento generalizado, apesar da pressão neste sentido.

O governo indonésio foi muito criticado por não ter imposto o confinamento estrito nas grandes cidades, como a capital, Jacarta, que tem 30 milhões de habitantes, onde foram detectados vários casos.

"Para superar o impacto da Covid-19, escolhemos a opção de um distanciamento social em grande escala", explicou o presidente.

"Temos que tirar lições da experiência de outros países, mas não podemos copiá-la porque cada país tem suas próprias características", destacou.

De acordo com as estatísticas oficiais, a Indonésia registrou 1.528 casos de contágios e 136 mortes. Muitas pessoas, no entanto, consideram que os números estão subestimados, levando em consideração que o país, de 260 milhões de habitantes, fez apenas alguns milhares de exames.

O sindicato de médicos da Indonésia advertiu na semana passada que a epidemia era muito maior que os números oficiais e que a estratégia do governo era um "fracasso".

O presidente apresentou poucos detalhes sobre as implicações do estado de emergência, mas anunciou a liberação de 1,5 bilhão de dólares em ajudas sociais e subsídios para os cidadãos com baixa renda.

Segundo os analistas, o presidente descartaria impor o confinamento porque este seria difícil de cumprir, já que dezenas de milhões de indonésios vivem com o que ganham a cada dia, em empregos não registrados.