PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

MCM: discurso de Bolsonaro aumenta ainda mais o seu desgaste na condução da crise

Segundo análise da consultoria, o discurso inflama o desgaste nas faixas da população com alta renda e maior grau de instrução

09:50 | 25/03/2020
O discurso ocorreu na noite da terça-feira, 24 (Foto: REPRODUÇÃO)
O discurso ocorreu na noite da terça-feira, 24 (Foto: REPRODUÇÃO)
A MCM Consultores avalia, em relatório, que o discurso do presidente Jair Bolsonaro na noite desta terça-feira, 24, em cadeia nacional aumenta ainda mais o seu desgaste na condução da crise desencadeada pela pandemia de coronavírus.
"Esse discurso foi criticado pela classe política, pelos presidentes das duas Casas do Congresso e por vários governadores. Aumentará ainda mais o desgaste junto às faixas da população com alta renda e maior grau de instrução."
A consultoria destaca que boa parte do discurso foi dedicada a criticar a imprensa por "espalhar o pavor" do novo coronavírus no País, além de também ter criticado a política de confinamento adotada nos Estados, apesar da recomendação do Ministério da Saúde, e ter defendido a reabertura de escolas.
"O que se passa no mundo tem mostrado que o grupo de risco é o das pessoas acima dos 60 anos. Então, por que fechar escolas?", questionou o presidente. "Raros são os casos fatais de pessoas sãs com menos de 40 anos de idade", acrescentou Bolsonaro. "O vírus chegou, está sendo enfrentado por nós e brevemente passará. Nossa vida tem que continuar. Os empregos devem ser mantidos. O sustento das famílias deve ser preservado. Devemos, sim, voltar à normalidade", prosseguiu o presidente.
A MCM ainda nota que o Bolsonaro elogiou o ministro da Saúde, Henrique Mandetta, e citou estudos feitos pelos Estados Unidos e no Brasil com o uso da cloroquina no tratamento da covid-19.