Participamos do

Idosos são grupo alvo na primeira fase da campanha de vacinação nacional contra gripe

No Ceará, a meta é imunizar 924.727 idosos. O grupo acima de 65 anos apresenta taxa de mortalidade de 23% dos infectados por Covid-19 segundo a OMS
12:56 | Mar. 24, 2020
Autor Lais Oliveira
Foto do autor
Lais Oliveira Estagiária do O POVO Online
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Nesta primeira semana de vacinação contra a gripe, a população acima de 60 anos e os profissionais da saúde são os grupos prioritários. A campanha foi antecipada na expectativa de que a imunização auxilie no diagnóstico mais preciso em relação à Covid-19. No Ceará, 924.727 idosos devem ser imunizados. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estimou que a idade média entre os casos de morte por Covid-19 é de 68 anos. Além disso, os pacientes com mais de 65 anos apresentam taxa de mortalidade de 23%, a maior entre todos os quadros.

De acordo a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), 2.861.823 pessoas devem ser vacinadas durante a campanha nacional de vacinação contra influenza no Estado. O imunologista Edson Teixeira, do Departamento de Patologia e Medicina Legal da Universidade Federal do Ceará (UFC), explica que dentro de 2 a 3 semanas já é possível identificar no organismo do paciente anticorpos contra os três tipos de influenza que a vacina previne: H1N1, H3N2 e Influenza b.

O especialista relembra que esta não é uma vacina que protege contra a Covid-19, causada pelo novo coronavírus, mas imunizar os idosos contra demais gripes se torna medida indispensável em meio a uma pandemia como essa. “Nos casos graves, a faixa etária das pessoas que podem chegar ao óbito está acima de 60 anos. Temos de estimular a vacinação desse grupo por isso”, ressalta.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Para Teixeira, não resta dúvidas com relação à eficácia e segurança da vacina oferecida pelo sistema de saúde pública. “Essa vacina não tem vírus vivos, ela é formada por pedaço dos vírus. Os efeitos colaterais são muito discretos. Às vezes as pessoas podem sentir uma dor no local da injeção. É uma vacina extremamente segura. Não tem a menor possibilidade de causar alguma doença”, destaca.

A meta do Governo Federal é vacinar 67,6 milhões de pessoas em todo o País durante a campanha. No Ceará, a cobertura vacinal contra a gripe em 2019 foi de 94,94%, segundo a Sesa. A meta estabelecida pelas diretrizes nacionais é do alcance percentual de 90%.

Vacinação domiciliar para idosos


Para os idosos de 80 anos ou entre 60 e 79 acometidos de uma doença temporária que impeça o deslocamento até o posto de saúde, o Município disponibilizará equipes para realizar vacinação em sua própria residência. Os nomes já cadastrados na base de dados dos usuários do programas Saúde da Família e Melhor em Casa, já estão contemplados neste modo de imunização.

Caso o idoso ainda não possua cadastro, é possível entrar em contato com a Prefeitura pelo número de Whatsapp (85) 99989.4799, encaminhando o nome completo do idoso, idade, endereço e contato de telefone. Uma equipe fará a visita para a aplicação da vacina.

Confira os locais que estão recebendo a campanha em Fortaleza 

Conforme o calendário divulgado pelo Governo Federal, a campanha de 2020 segue três fases:

1ª fase (a partir de 23/03): idosos (a partir de 60 anos) e profissionais da saúde.

2ª fase (a partir de 16/04): professores de escolas públicas e privadas, profissionais das forças de segurança e salvamento e portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

3ª fase (09/05 a 23/05): crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, puérperas, povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, adultos de 55 a 59 anos de idade


Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags