PUBLICIDADE
Coronavírus
Noticia

Para combater coronavírus, Itália fecha fábricas de bens não essenciais

Para o premiê Giuseppe Conte, Itália vive "sua maior crise desde a Segunda Guerra Mundial"

00:00 | 21/03/2020

O premiê da Itália, Giuseppe Conte, decretou neste sábado, 21, o fechamento de todas as fábricas que não sejam "necessárias, cruciais, indispensáveis para a garantia de bens essenciais" ao país. Ele afirmou que a Itália vive "sua maior crise desde a Segunda Guerra Mundial."

Conte disse que embora não seja fácil renunciar a hábitos, esse sacrifício é pequeno na comparação com o que é feito por outros cidadãos, desde médicos e enfermeiros até atendentes de supermercado e as forças de segurança.

Autoridades locais das regiões do norte da Itália têm pedido que o governo federal imponha medidas ainda mais restritas. Neste sábado, o país confirmou 739 mortes e 6.557 novos casos de infecção por coronavírus, levando o total a 53.578 pessoas infectadas. (Estadão Conteúdo)