PUBLICIDADE
Coronavírus
NOTÍCIA

Temporariamente, Globo retira de gravações atores de novela com mais de 50 anos

Os capítulos deverão ser reescritos, segundo a TV Globo determinou junto aos autores das três novelas

Luana Façanha
12:12 | 15/03/2020
Regina Casé e Adriana Esteves, da novela Amor de Mãe, fazem parte da faixa etária (Foto: Estevam Avellar/Globo)
Regina Casé e Adriana Esteves, da novela Amor de Mãe, fazem parte da faixa etária (Foto: Estevam Avellar/Globo)

Como forma de prevenção ao surto de coronavírus, a TV Globo determinou que os autores das três novelas que estão no ar (Éramos Seis por Angela Chaves, Salve-se Quem Puder, por Daniel Ortiz e Amor de Mãe, por Manuela Dias) reescrevam imediatamente os capítulos que serão gravados esta semana nos estúdios Globo, retirando das cenas atores acima de 50 anos de idade. Artistas acima desta faixa etária são considerados grupo de risco.

No dia 30 de janeiro, a revista científica “Lancet” publicou um estudo indicando que 68% dos primeiros pacientes infectados com o novo coronavírus eram homens, com idade média de 55 anos.

Confira os atores com mais de 50 anos participantes de cada novela:

Éramos Seis: Susana Vieira (77) - Emília, Glória Pires (56) - Lola, Cássio Gabus Mendes (58) - Afonso, Stepan Nercessian (66) - Delegado Gusmões, Kiko Mascarenhas (55) - Virgulino, Antonio Calloni (58) - Julio, Camila Amado (81) - Candoca, Werner Schunneman (61) - Assad, Kelzy Ecard (54) - Genu, Denise Weinnerg (63) - Maria, Walderez de Barros (79) - Marlene e Virgínia Rosa (53) - Durvalina.

Salve-se Quem Puder: Luvélia Santos (62), Otávio Augusto (75), Leopoldo Pacheco (59), Aílton Graça (55), Grace Gianoukas (56), Cristina Pereira (70), Débora Olivieri (62), Cosme dos Santos (64), Prazeres Barbosa (70 anos), Ana Carbatti (50) e Gilberto Hernandez (50).

Amor de Mãe: Adriana Esteves (50), Regina Casé (66), Vera Holtz (66), Enrique Díaz (52) e Tuca Andrada (55).

Mais vulneráveis

De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado do Ceará (Sesa), idosos e crianças e pessoas com doenças crônicas (diabetes, pressão alta) correm mais riscos nesse período.