PUBLICIDADE

Plant-based: o novo conceito de alimentação

01:30 | 25/11/2019
O nutricionista e chefe de cozinha André Luiz Silva, conhecido como
O nutricionista e chefe de cozinha André Luiz Silva, conhecido como "André Nutrichef", é um dos profissionais que adotam a dieta plant-based

Um novo conceito de alimentação vem trazendo mudanças significativas no mercado alimentício. A dieta plant-based se torna cada vez mais popular, priorizando o consumo de alimentos de origem vegetal. Alimentos industrializados e refinados ficam de fora do cardápio.

A dieta plant-based ainda é um conceito novo no Brasil, mas com potencial forte de crescimento. Ela inclui principalmente os alimentos que crescem na terra, como frutas, legumes, cerais, tubérculos, leguminosas, grãos, oleaginosas. O nutricionista e chefe de cozinha André Luiz Silva, popularmente conhecido como "André Nutrichef", explica que o novo conceito busca alimentos mais perto da sua forma original possível. "A ideia é comer só aquilo que é natural, com foco na melhora do organismo e prevenção de doenças. O objetivo da alimentação plant-based não é primordialmente a perda de peso, mas sim a melhora da saúde do corpo e da mente", ressalta.

A dieta melhora a saúde e o sistema imunológico, devido à variedade de alimentos de origem vegetal e com um grande número de micronutrientes, fibras, antioxidantes e compostos bioativos.

Muitos ainda confundem o conceito com veganismo e vegetarianismo, mas o nutricionista explica a diferença. "Embora semelhantes a esses estilos em alguns aspectos, existem diferenças. No caso da nova dieta, os alimentos industrializados ultraprocessados são retirados da rotina, o que nem sempre acontece em cardápios veganos e vegetarianos", explica.

Segundo a Oxford School, se o mundo inteiro adotasse uma dieta plant-based até 2050, seria reduzido cerca de 8 milhões de mortes por ano, devido à redução de infartos, diabetes, doenças cardíacas e alguns tipos de câncer.

Cada vez mais os consumidores buscam uma alimentação mais saudável, impulsionando um novo mercado. De acordo com um estudo realizado pela agência de pesquisas Euromonitor Internacional publicado em fevereiro de 2017, no ano de 2016 o mercado brasileiro de alimentos e bebidas saudáveis alcançou R$ 93,6 bilhões em vendas, colocando o Brasil na quinta posição no ranking dos gigantes desse setor.

O nutricionista André Luiz Silva traz o conceito a Fortaleza através de uma consultoria para um novo empreendimento pensado para aqueles consumidores que buscam uma alimentação mais saudável ou possuem algum tipo de restrição alimentar. O Mercado Vida Saudável inicia suas atividades no dia 6 de dezembro, na avenida Padre Antônio Tomás, sob os comandos dos empresários Patrícia Belo e Eduardo Humberto. "Nosso intuito é reunir em um único lugar variedade de produtos e serviços para diversos públicos e idades que buscam uma vida mais saudável e alimentação equilibrada trazendo diversas opções que possam atender essa demanda', afirma a empresária.

Serviço:

Mercado Vida Saudável

@mercadovidasaudavel

Av. Padre Antônio Tomás, 292, lojas 1-4.

 

TAGS