PUBLICIDADE

Curta o Carnaval sem passar mal

00:00 | 01/03/2019
Prefira cervejas leves 
Se sua intenção não é degustar a cerveja em busca de novos sabores e aromas, mas sim beber para socializar e se refrescar, a regra número um é buscar estilos leves, refrescantes e, principalmente, com baixo teor alcoólico, como Munich Helles (mais parecida com as que todo mundo conhece, com características de pão), Witbier (sem amargor, cítrica), Catharina Sour (ácida e frutada). Além disso, prefira os rótulos artesanais. Uma dica para beber bem e economizar é comprar no litro cervejas artesanais frescas, na forma de chope, feitas aqui mesmo em Fortaleza, em lugares como Hey Ho, Donkey Head, Turatti, Luzterr, 5Elementos, Yankee Beer. Para levar, utilize os growlers (garrafas), que você pode adquirir nesses mesmos locais.
Prefira cervejas leves Se sua intenção não é degustar a cerveja em busca de novos sabores e aromas, mas sim beber para socializar e se refrescar, a regra número um é buscar estilos leves, refrescantes e, principalmente, com baixo teor alcoólico, como Munich Helles (mais parecida com as que todo mundo conhece, com características de pão), Witbier (sem amargor, cítrica), Catharina Sour (ácida e frutada). Além disso, prefira os rótulos artesanais. Uma dica para beber bem e economizar é comprar no litro cervejas artesanais frescas, na forma de chope, feitas aqui mesmo em Fortaleza, em lugares como Hey Ho, Donkey Head, Turatti, Luzterr, 5Elementos, Yankee Beer. Para levar, utilize os growlers (garrafas), que você pode adquirir nesses mesmos locais.

O Carnaval é uma esbórnia para quem gosta de cerveja: o clima de festa, a folga do trabalho e o encontro com os amigos chamam vários brindes e, se bobear, a gente bebe o dia inteiro, por vários dias seguidos. Processar essa quantidade toda de álcool gera um grande desgaste para o corpo e, se não cuidar, as consequências podem ser bastante desagradáveis (e até perigosas). Evitar totalmente a ressaca é difícil, porque até mesmo quantidades moderadas de álcool podem intoxicar nosso organismo, mas é possível, com algumas estratégias, diminuir os efeitos nocivos do álcool no corpo. Por isso, se você não quer acordar no dia seguinte com ressaca forte e prometendo que nunca mais vai beber na vida, siga essas dicas simples e divirta-se!

Carol Zilles