PUBLICIDADE

Reforma da Previdência: queda de braço de última hora

01:30 | 10/07/2019

O Brasil tem se tornado um país onde é difícil manter a serenidade. A proposta de reforma da previdência deixa isso claro: com negociações difíceis, a queda de braço entre a oposição e o governo, por inclusão de mudanças, se transformou em um campo aberto para favorecimentos de grupos que pressionam por alterações.

O redução da idade para a aposentadoria dos policiais, com o benefício concedido aos 55 anos, representa um bom exemplo. Outro caso é a permissão para que mulheres possam ter direito a 60% do valor do benefício a partir dos 15 anos de contribuição. Vale lembrar que, inicialmente, as mulheres sofreriam mais com a reforma, principalmente as professoras.

As mudanças realizadas até agora deram um alívio no texto do projeto. A bancada feminina conseguiu fazer ajustes importantes. Isso não quer dizer que ele seja bom, mas certamente é menos ruim, e o País não pode permanecer nessa paralisia.

Pagamentos por aplicativos

Os meios de pagamento continuam mudando. Pesquisa realizada pela Mastercard, em parceria com a Kantar, constatou que 64% dos jovens realizam, frequente ou ocasionalmente, pagamentos por aplicativos. Outra observação: há um entusiasmo com as novas tecnologias que forçam a demanda por confiabilidade.

Empresas de ônibus conseguiram manter benefícios fiscais
Empresas de ônibus conseguiram manter benefícios fiscais

Redução da base de cálculo

As empresas de ônibus de passageiros conseguiram a renovação dos benefícios que aliviam o peso do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre os combustíveis.

Foi aprovada, pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), a autorização da redução da base de cálculo do imposto em até 80% nas operações internas com óleo diesel e biodiesel destinadas às empresas e concessionárias ou permissionárias de transporte coletivo de passageiro.

O Ceará está entre os estados que poderão aplicar a medida, junto com Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Paraná e Rio Grande do Norte.

 

Prazo vai até dia 15

Quem foi excluído do Simples Nacional até 1 de janeiro de 2018 e aderiu ao Programa Especial de Regularização Tributária das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte pode ter uma nova chance: a solicitação de volta ao sistema deve ser feita até o próximo dia 15 na Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil, através de formulário.

Segundo estudos realizados pelo Sebrae, o Simples tem um grande impacto na sobrevivência das empresas. Caso o sistema fosse extinto, 67% das empresas optantes fechariam as portas ou iriam para a informalidade.

Soluções diante dos recuos

A economia brasileira continua recuando. Pelo último boletim Focus, a projeção do PIB caiu de 0,85% para 0,82%. Diante deste cenário, empresários cearenses buscam soluções. No próximo fim de semana, o consultor Marcos Freitas reunirá grupo para tratar de mecanismos que possam melhorar a performance das companhias.

Novo recorde

O Brasil conseguiu um novo recorde - infelizmente, de endividamento. Pela pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o índice aumentou 0,6 ponto percentual em relação a maio. Na comparação anual com junho de 2018, subiu 5,4 pontos percentuais.

100% de ocupação

A Secretaria do Turismo do Estado previa a ocupação média de 81% nos hotéis da Prainha e no Porto das Dunas nas férias. Em alguns lugares, essa expectativa já foi superada: o Manhattan Beach Riviera, em Aquiraz, e o Beverly Hills, no Porto das Dunas, estão com 100% de ocupação.

Frase"

Cada vez que preencho um cargo, faço cem descontentes e um ingrato"

Luís XIV (1638-1715), rei da França