PUBLICIDADE

Exploração de urânio não possui licenciamento

01:30 | 29/05/2019

A coluna de ontem abordou a possibilidade de quebra do monopólio de urânio no Brasil, o que poderia facilitar a retirada de entraves para a exploração da jazida de Itataia, localizada em Santa Quitéria.

É importante lembrar que depois da tragédia de Brumadinho (MG) o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama) decidiu descartar o processo de licenciamento ambiental da usina. O projeto, portanto, continua suspenso.

Em matéria publicada pelo jornalista Dimitri Túlio, no O POVO, no dia sete de fevereiro, o órgão informava que o projeto de mineração de fosfato e urânio tinha sido arquivado em razão da inviabilidade ambiental do estudo apresentado.

Na época, O POVO também havia pedido informações à superintendência nacional do Ibama sobre o resultado da análise do Estudo de Impacto Ambiental (EIA-Rima) e o do licenciamento do empreendimento que beneficiaria material radioativo.

A questão merece uma boa avaliação, em função de denúncias de ambientalistas sobre os riscos que a exploração do urânio pode gerar para a população. Há projeções do Consórcio Santa Quitéria de que os resíduos de urânio alcançariam 90 metros de altura.

 

Defesa da Reforma da Previdência

O atual presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Beto Studart, iniciou campanha a favor da reforma da previdência. Gravou vídeo defendendo a proposta e incentiva os sindicatos patronais a se engajarem na defesa da causa. O empresário classifica a reforma da previdência como "fundamental" para o "equilíbrio das contas públicas e para a restauração da dignidade da multidão de desempregados".

 

Guilherme Landim
Guilherme Landim

Calendário de acompanhamento

A Comissão Especial para Acompanhamento das Obras da Transposição do Rio São Francisco está montando um cronograma de ações. Ontem, em entrevista ao O POVO Economia da Rádio O POVO/CBN,o deputado Guilherme Landim (PDT), presidente do colegiado, informou que serão feitas visitas ao projeto e reuniões com representantes do governo para tentar garantir recursos para continuidade da transposição.

Novo prazo

Com os cortes no orçamento do governo federal, o deputado Guilherme Landim explica que muitas empresas estão deixando o projeto e demitindo funcionários. A Comissão Especial quer estabelecer um prazo para o término da obra.

Comissões nos estados

Durante reunião entre empresários do comércio e o BNB, ocorrida esta semana, foram apresentadas as soluções e produtos do banco para as empresas do segmento.Os estados também formarão comissões para avaliar os resultados do acordo e propor novas ações. Pelo que foi discutido, o comércio terá acesso facilitado ao crédito, capacitação e atividades de pesquisa com o objetivo de melhorar os resultados dos financiamentos concedidos às empresas.

Comércio e BNB

Líderes do comércio e representantes do Banco do Nordeste estão discutindo propostas de novos produtos para o setor. Em reunião na sede da Fecomércio-CE, houve um aprofundamento sobre o termo de cooperação assinado entre o BNB e a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Crescimento no quadrimestre

O mercado interno continua deprimido, mas com o dólar alto as exportações ganham fôlego.

Somente na área de calçados, de janeiro a abril, o Ceará acumula US$ 99,3 milhões em exportações, o que representa um crescimento de 5,6% em relação ao mesmo período do ano anterior.As importações também foram superavitárias, somando US$ 2,45 milhões no período. Os dados são do Centro Internacional de Negócios.

 

Neila Fontenele