PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Crédito mais flexível ajuda mercado de imóveis

05:00 | 11/02/2019

A manutenção da taxa de juros deve ajudar a reaquecer o mercado imobiliário. Essa é uma aposta de especialistas do setor.

Pelos números da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), o crédito imobiliário com recursos da caderneta de poupança somou R$ 57,4 bilhões em 2018, o que representa uma elevação de 33% em relação ao ano anterior, pondo fim a uma sequência de três anos consecutivos com resultado negativo.

Em entrevista à coluna, o sócio-proprietário da SmarBrain, Cassio Bariani, explicou que o setor não estava pujante por várias razões, mas há taxas de juros mais baixas e uma previsão de crescimento da economia.

A SmartBrain é uma empresa de tecnologia que fornece informações para investidores. A plataforma processa cerca de 175 mil extratos de investimentos por dia, que representam R$ 100 bilhões em patrimônio consolidado. O sistema da empresa controla investimentos em ativos financeiros e também imóveis.

Na avaliação de Cassio Bariani, as condições dos financiamentos estão mais flexíveis e por isso deve haver uma volta mais forte dos financiamentos. A plataforma não possui uma mostra por região, mas tem percebido a pressão da demanda. "Existe demanda forte e incentivo para a compra, com a queda do custo do financiamento", acrescenta

|Vacilo|

BANCO DO NORDESTE FORA DA PAUTA

O economista Lauro Chaves, diretor do Cofecon, faz alerta sobre um assunto que faltou na reunião dos governadores do Nordeste: a defesa do Banco do Nordeste. É indiscutível a necessidade do debate sobre reforma da previdência, segurança pública e Fundeb, mas a defesa do banco não pode faltar na pauta de assuntos importantes da região.

|Moda|

APOSTA NA AMPLIAÇÃO DO PIB

Os industriais da moda no Ceará querem ampliar a sua participação no PIB. Estão sendo avaliadas parcerias estratégicas e serão realizados nos próximos meses dois grandes eventos para alcançar esse objetivo: o DFB Festival, na área de moda autoral, de 15 a 18 de maio, no Aterro da Praia de Iracema; e o Ceará Fashion Trade (CFT), marcado entre os dias 14 e 16 de maio, no Centro de Eventos do Ceará.

|Hapvida|

NOVAS AQUISIÇÕES

Circula no mercado a informação de que o grupo Hapvida adquiriu um hospital de fraturas em Juazeiro do Norte. A operação não foi confirmada pelo grupo, que só pode se pronunciar após protocolar os contratos na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) mas, como diz o velho ditado: onde há fumaça, há fogo.

|Informalidade|

GRANDE GARGALO DA PREVIDÊNCIA

A informalidade é o maior problema para as aposentadorias. As regras que estão sendo discutidas pela equipe econômica do governo Bolsonaro e pelo Congresso Nacional, diante das circunstâncias atuais, terão impacto apenas no grupo de trabalhadores que contribui e espera algum dia desfrutar da sua contribuição.

Enquanto o governo discute, quem pode corre para se aposentar e muitos que não podem estão fora do mercado formal. Vale lembrar o número divulgado pelo IBGE no final de 2018: R$ 37,3 milhões de brasileiros trabalhando sem carteira assinada.

Ou seja: o discurso truncado do governo só tende a aumentar o rombo da previdência, já que aumenta a corrida pelas aposentadorias e não estimula ninguém a contribuir.

|Congresso|

QUEM DEFENDERÁ VOCÊ ?

Representações de vários segmentos do setor produtivo se articulam para um corpo a corpo maior no Congresso Nacional em defesa de propostas. Enquanto isso, o cidadão comum espera resultados que melhorem a sua vida.

Quem circula pelos bastidores em Brasília explica que as discussões estão também cada vez mais regionalizadas, com cada parlamentar focado apenas nos seus colégios eleitorais, sem uma preocupação com o todo.

TAGS