PUBLICIDADE
Opiniao

Jornal do Leitor: Mulher-Maravilha de Russas-CE

01:30 | 16/06/2020

Faz mais de uma década que conheci a Mulher-Maravilha. A gente corria nas vielas do bairro, de pés descalços e só voltava para casa quando dava fome. O tempo passou, seguimos caminhos diferentes, mas o nó sinoatrial ainda faz meu coração pulsar na mesma sintonia do seu. Minha epiderme sente falta de seus abraços, meu mundo segue monocromático. Hoje essa mulher tem um filho lindo e luta para criá-lo sozinha, vencendo o preconceito e a discriminação. Ela, assim como milhares de outras no mundo, faz dupla jornada e duplo papel. Mesmo morando em cidades diferentes, sinto o poder da amizade verdadeira e sei que sempre seremos a dupla invencível. Quem sabe o destino não volta a nos unir? Por enquanto, sigo admirando de longe a mulher que ela se tornou. Que o mundo tenha mais mulheres maravilhas.

 

TAGS