PUBLICIDADE

Jornal do Leitor: Para que me lembrasse de viver

01:30 | 28/04/2020

Quando chego ao extremo percebo o que antes minha mesquinharia cegava. As "coisas pequenas" da vida são, na verdade, o que me mantém viva! E agora estou sedenta por aqueles momentos que antes não dava importância, fazer uma caminhada, comer com os amigos antes da aula, ver o namorado nos finais de semana, provar algo novo, assistir aquele filme tão esperado e outras coisas triviais que a pressão da vida moderna me fez ignorar. Foquei tanto nos problemas da rotina, que em quarentena não é da minha rotina que sinto mais falta, e sim desses momentos de paz do dia a dia que me foram tirados sem que eu me desse conta da sua importância. Algo o Universo quer nos ensinar, eu aprendi a valorizar a vida de que tanto reclamava e, agora, sinto falta. Nos cuidemos pela nossa vida de volta!

 

Keyssianne Morais

TAGS