PUBLICIDADE

Jornal do Leitor: Tem que ter salão

01:30 | 03/03/2020

Aonde foi parar a Colombina? Aonde foi dançar o Pierrot? No Carnaval não tem mais serpentina e o meu coração de saudade sente dor. Os bailes sumiram dos salões, inventaram um tal de abadá, colocaram nas ruas os foliões e as marchinhas ninguém quer mais cantar. Assim não dá, não é só na rua que a gente quer pular, tem que ter salão, pois a nostalgia quer brincar.

No tempo da vovó, ela agarrava na cintura do vovô, no rosto de arroz era o pó e saía cantarolando "Alalaô, Alalaô, Alalaô", mas agora tem um tal de mela-mela e a goma se esparrama pelo chão. A alegria não é mais igual àquela que rodopiava no salão. Assim não dá, tem que ter salão pra nostalgia recordar.

 

Paulo Roberto Cândido

TAGS