PUBLICIDADE

Jornal do Leitor: O que fica são lembranças

01:30 | 18/02/2020

A vida é tão boa. De certa forma cruel, quando pensamos que terá um fim. Renato Russo disse uma vez: "viver é uma dádiva fatal, no fim das contas ninguém sai vivo daqui. Mas vamos com calma". Aproveitar cada segundo com quem amamos é necessário.

Às vezes, a partida de alguém dói tanto, que não conseguimos acreditar que isso aconteceu. Para relembrar os momentos, procuramos fotos no celular ou nos álbuns de aniversário. Quando nos damos conta, percebemos que as fotos são registros estáticos de um clique de três ou quatro segundos. E que é na nossa lembrança onde está guardado cada segundo, como aquele momento de alegria jogando bola na rua, ou como aquele abraço necessário depois de um dia triste.

Prefiro acreditar que a partida de alguém, é só uma maneira de nos darmos saudade para o que vamos aproveitar depois. Um dia a gente se encontra. Por enquanto, o que fica são as lembranças. As boas e nostálgicas lembranças!

 

Israel Morison

TAGS