PUBLICIDADE

Jornal do Leitor: Morre Chico da Matilde e constrói-se Dragão do Mar

01:30 | 11/02/2020

"Do Ceará não sai mais carne humana" era o grito de guerra de Chico da Matilde mais conhecido como Dragão do Mar. Apelido marcante e merecido pela valentia do jangadeiro ao proibir o tráfico negreiro. Em Canoa Quebrada, terra natal de Francisco José, nome de registro de Dragão do Mar, a rua principal ganhou como nome o apelido do cearense, no entanto, foi ressignificada para "Broadway" como são conhecidas as ruas principais dos vilarejos praianos. Em Fortaleza, onde Chico fez história, além de ser conhecido como o principal representante da luta contra o regime escravista no Ceará, ganhou em seu um nome um centro de arte e cultura. Cinema, museu, espaço para shows e blocos de carnaval. O Dragão do Mar honra o nome de Chico da Matilde ao ser um equipamento de resistência da cultura cearense.

 

Keyssianne Morais

TAGS