PUBLICIDADE

Jornal do Leitor: Realidade e realeza

01:30 | 21/01/2020

Fazer parte de uma família real é tudo de bom e do melhor. Pratos fartos e práticas férteis, nobreza para não dar e nem vender, segurança para aqui e para acolá, glamour, foco e tantas outras vantagens e merecimentos sociais. Mas quando a família real está envolvida com a política e a governança de costumes, pode-se cobrar uma série de obrigações e compromissos que estão longe do prazer das coisas simples e descompromissadas.

A realidade da realeza, às vezes, é maçante e leva os príncipes e duquesas a quererem uma vida com menos fantasia e mais realidade. Os súditos que já estão acostumados com a realidade dos plebeus jamais compreenderão o afastamento dos nobres da realeza, mas os corações das rainhas e dos reis poderão sentir um dia a dura realidade, que pode levar um membro da família real a querer o gosto de experimentar a vida de quem faz parte da família da realidade. Questão de trono não se discute. 

 

Paulo Roberto Cândido

TAGS