PUBLICIDADE

Jornal do Leitor: Presos por uma corrente

01:30 | 03/12/2019

Retirar um animal silvestre de seu hábitat natural é uma prática comum e bastante conhecida como tráfico de animais, ato esse que muito afeta a fauna brasileira, desencadeando um desequilíbrio ecológico.

Após ser retirado de seu lugar, o animal é submetido a várias práticas que os afetam fisicamente e psicologicamente, fazendo com que sofra sérios danos a saúde, como a mudança de comportamento. A sedação, por exemplo, é uma forma de agressão, que sem os devidos cuidados poderá acarretar até na morte da espécie.

Contudo, devemos agir para que este crime não seja mais efetuado. Ajudando por meio de denúncias ao Ibama (órgão responsável), conscientização sobre esse comércio ilegal e não comprarmos animais silvestres em feiras, sem comprovação de sua origem.

 

Gabriel Nascimento Ferreira

TAGS