PUBLICIDADE

Jornal do Leitor: Na Colômbia ou no Brasil, estamos vivos

01:30 | 26/11/2019

No ônibus, quase não conseguia escutar as pessoas que ali estavam, pois a música que saía dos meus fones de ouvido limitava o meu acesso aos áudios externos. De repente, um rapaz subiu no veículo carregando consigo um violão e um sotaque estrangeiro - era colombiano, anunciou. Ele morava em Fortaleza há três anos e disse que buscava espalhar alegria através da música. Quando começou a tocar, algumas palmas ritmadas surgiram para tentar acompanhar a sequência do rapaz. Vendo essa recepção calorosa, passou a se divertir ainda mais com o momento. Ao terminar sua apresentação, agradeceu a atenção daquela plateia itinerante e nos lembrou que, apesar das dificuldades, carregamos conosco uma forte energia e devemos cultivá-la. Acima de tudo, estamos vivos. Na Colômbia ou no Brasil, estamos vivos.

Miguel Rodrigues de Araújo

TAGS