PUBLICIDADE

Ceará: Adilson não tem culpa em derrota para Goiás, assim como Enderson não era responsável por sequência ruim

18:46 | 06/10/2019
Ceará somou três pontos nos 27 mais recentes disputados
Ceará somou três pontos nos 27 mais recentes disputados (Foto: Aurélio Alves/O POVO)

Valdo furou e o time sofreu o gol da vitória do Goiás; Thiago Galhardo, em falta muito bem marcada com auxílio do VAR, perdeu o pênalti; Fellipe Cardoso e Juninho Quixadá desperdiçaram chances absurdas. O time finalizou 23 vezes e mais uma vez saiu do gramado sem marcar.

O trabalho de Adilson na estreia não foi ruim, pelo contrário. Tentou uma formação com Galhardo mais livre e sem centroavante, já que os pertencentes ao elenco não vinham fazendo gols. Com dois meias era uma boa alternativa para ter superioridade sobre o Goiás.

No intervalo, diante da atuação ruim da equipe, tática e técnica, especialmente de Lima e Leandro Carvalho, sacou ambos e fez entrar William Oliveira e Felippe Cardoso. Depois foi a vez de Quixadá entrar com boa movimentação. A equipe foi mais intensa, criou, se dedicou e teve volume, mas saiu derrotada.

Culpa do novo treinador? De forma alguma, como também não era de Enderson na sequência de oito partidas sem vitória (agora são nove)

O Povo