PUBLICIDADE

Vice no holofote

20:43 | 25/02/2019

O protagonismo do vice-presidente Hamilton Mourão incomoda alguns integrantes do Governo. A última reclamação nos bastidores é sobre a reunião de hoje do Grupo de Lima, no Peru. O grupo foi montado para discutir soluções para a Venezuela e é formado por diplomatas dos países que querem a saída de Nicolás Maduro da Presidência. Mourão tem aparecido como o representante do Brasil no encontro, mas ele sequer estará presente na conversa. Ele viaja com a comitiva brasileira porque terá, paralelamente à reunião, uma conversa com o vice-presidente dos EUA, Mike Pence.

 

Os interlocutores

Quem representará o Brasil no Grupo de Lima é o chanceler Ernesto Araújo e o assessor direto de Jair Bolsonaro para assuntos internacionais, Felipe Martins.

 

Tão longe..

Marcos Pontes, nosso ministro astronauta da Ciência e Tecnologia, está em Barcelona até dia 1º para palestrar no World Mobile Congress. A convite da Telebrasil.

 

..Tão perto

Pontes está cada vez mais conectado com o setor das teles. Pleiteia no Senado o perdão de multas às operadoras de telefonia que somam mais de R$ 20 bilhões na Anatel.

 

Foguete ministerial

Enquanto isso, como publicou o Sensacionalista, Gustavo Bebianno desbancou Pontes como o primeiro ministro a ir para o Espaço (neste Governo, claro).

 

Centrais no Governo

Criado no Governo Lula, em 2003, o Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS) manteve em sua composição entidades que fazem oposição ao Governo de Jair Bolsonaro (PSL), como a Central Única dos Trabalhadores – CUT, União Geral dos Trabalhadores – UGT e Força Sindical. Os novos membros do Conselho foram designados esta semana em portaria publicada pelo Ministério da Economia.

 

Conselho plural

Além das centrais, têm assento no colegiado representantes do INSS, do Ministério da Economia e do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). A primeira reunião do novo Conselho está agendada para esta quinta-feira.

 

Mossad no Congresso

O general israelense Slovik Igal, especialista em terrorismo internacional, com ampla experiência no combate ao Hamas, fará hoje, na Câmara, palestra para deputados e senadores do PSL. O tema é ‘Terrorismo, Lavagem de Dinheiro e Crime Organizado’.

 

Elas & Ele

Um grupo de belas servidoras do Ministério da Justiça e outros órgãos que atuam sob o bojo do ministro é chamado de Moretis, em alusão à subordinação a Sérgio Moro.

 

Sobre sucessões

“Enquanto eu recebi uma herança maldita, o atual presidente da OAB do Rio recebeu de Felipe Santa Cruz uma gestão bendita, uma entidade organizada e eficiente”. Foram as palavras do governador do Rio, Wilson Witzel, no discurso de posse do presidente da seccional Rio, Luciano Bandeira.

 

O tempo 1

O tempo fez justiça a Jorge Kajuru. Foi demitido da Band – ele acusa o então governador Aécio Neves – após críticas de gastança em camarote no Mineirão, em jogo da Seleção. Hoje, o ex-apresentador brilha no Senado, e o ex-senador, agora deputado, vive às voltas com investigação e camburão rondando a porta. Lembrou Kajuru num papo com este Colunista semana passada.

 

O tempo 2

Só um lembrete pertinente pelo momento. Na mesma semana em que brasileiros lançaram em Berlim o filme “Marighella”, a PF cercou o ex-senador Aloysio Nunes – que foi motorista do guerrilheiro há décadas. E hoje, digamos, é um capitalista convicto.

 

Por trás

A crise na Venezuela: de um lado, um ditador civil enlouquecido, e de outro os EUA e Europa que precisam do seu petróleo, enfurecidos e insaciáveis.

Redação O POVO Online