PUBLICIDADE

Causas & efeitos

01:30 | 07/06/2019

(1) - CENI quis pegar o técnico do Athletico-PR no contrapé ao lançar um quarteto diferente — Romarinho, Marlon, Marcinho e Osvaldo. Foco era privilegiar a velocidade dos quatro. Como eles correm muito, Ceni, por conta do gramado sintético, no qual a bola rola mais rápido, apostou na agilidade. A teoria não combinou com a prática e deu em nada...

(2) - FELIPE Alves, se tinha contas a ajustar com seu ex-clube, perdeu tempo, embora a maior figura do Fortaleza com defesas cinematográficas. Só não teve culpa no gol, cabeçada que mais pareceu um chute. Debaixo das traves Felipe é uma pedra de gelo, mesmo nos momentos mais difíceis. Era como se nada estivesse acontecendo, tantas bolas zanzando na sua frente.

(3)- CENI de blazer deu um show de elegância, por conta do frio, se contrapondo ao seu colega parananense. Nem assim deixou de se movimentar na área técnica, reclamar da arbitragem, ao regra três, ou seja, não mudou a postura. Sabia que vencer o Furacão dentro da sua Arena é muito difícil. Não mudou o estilo do time atuar, como se estivesse em pleno Castelão. Pena que faltou um homem-gol, nenhum do quarteto escalado tinha sequer cacoete.

(4) - ARENA da Baixada faz toda diferença. Único estádio brasileiro totalmente coberto e um dos raros, senão o único, a ter gramado sintético. Ali não entra torcedor contrário ao Athletico-PR, terminantemente proibido. Aliás, pode até entrar, desde que não esteja vestido com a camisa do seu clube. Vários torcedores do Fortaleza foram disfarçados. Com a camisa do clube seriam "gentilmente" convidados a se retirar do estádio.

(5) - FORTALEZA saiu da Copa do Brasil prematuramente muito mais por conta do empate (0 a 0) no Castelão. Tricolor perdeu o primeiro mata-mata do ano, algo que anos atrás era síndrome. Detalhe — por conta da gambiarra que fizeram na Copa do Brasil, transformando-a numa saramandaia, Tricolor tem vaga garantida pro próximo ano. Como assim? Foi campeão da Copa do Nordeste. Antes, entrara por ter sido campeão da Série B. Coisas deste futebol cheio de marmotas.

(6) - UMA vez, duas, três, até dá pra disfarçar. A partir daí levantam-se suspeitas. Repararam? Osvaldo não aguenta jogar uma partida toda. Sai sempre no segundo tempo. Virou mantra. Microfone aberto pega tudo, perguntaram a ele o motivo. Pronta-resposta — "Perguntem ao Ceni". Ninguém perguntou, claro. Com medo de levar um carão como resposta...

... E O CIRCO CHEGOU

- NEYMAR saiu contundido naquela pelada contra o Catar. Aliás, contusão meio estranha, mas vá lá que houve, a ponto de ser cortado da Copa América. Verdade ou reflexo do escândalo que virou manchetes nos jornais do mundo?

- REPÓRTER da CBN resolveu tirar a limpo essa história com o ótimo comentarista Mário Marra, pedindo sua opinião. Marra foi navalhante em sua resposta, fina flor da ironia - "O circo está armado...". Genial.

ARMAS & BAGAGENS

- CEARÁ, por decisão da diretoria, resolveu mudar-se de armas e bagagens para o Ceten, seu Centro de Treinamentos, lá em Itaitinga.

- MOTIVO alegado foi o que a grama do Vovozão será toda revolvida pra ser implantada uma outra, estilo Copa do Mundo. Há controvérsias.

- ALVINEGRO, pelo sim, pelo não, segue a mesma cartilha do rival Fortaleza, que também se mudou pro CT de Maracanaú.

- POR coincidência longe dos olhos dos torcedores, que até pra chegar nos dois locais, além da distância, o acesso é proibido.

- QUEM imaginou que a badalada parceria dos rivais alvinegros e tricolores não passava de bafo de boca, sugere-se que comecem a acreditar. O que um faz, o outro imita. E viva a democracia!

RASTILHOS

...E LEMBRAR que o Fortaleza fez apenas dois jogos na Copa do Brasil, enquanto a maioria se matou. Aí tem coisa... /// SHOPPING Benfica parte na frente. Transmitirá todos os jogos da Copa do Mundo de Futebol Feminino e no embalo, também, a Copa América. Nesta, o primeiro chope, a quem comparecer ao local, será de graça... /// FERRÃO faz gozação nas redes sociais. Oferece o Cariús, artilheiro do Brasil (18 gols), ao Tite pra vaga do Neymar na seleção. É pegar e levar ... /// CEARÁ emprestou de graça ao Guarani de Campinas, o Vitor Feijão, pois dele queria se livrar, só não sabia como. Ainda tem uns três na lista. Quem vai querer?