PUBLICIDADE

Segredos & mistérios

01:30 | 29/05/2019

- TODA decisão que se preze, esta de hoje no Almeidão (João Pessoa), está cercada de segredos e mistérios. Tanto de um lado, quanto do outro. Nesse quesito, Fortaleza e Botafogo-Pb estão pau a pau.

- TRICOLOR leva a vantagem de jogar por todos os empates do mundo pra ser campeão do Nordestão. Título inédito em sua coleção. O Botafogo também nunca venceu uma Copa do Nordeste.

- ATÉ na estratégia dos treinos secretos os dois treinadores (Ceni e Piza) estão empatados. Ceni, nisso, é imbatível. Ele fecha os portões até mesmo em treino recreativo ou ou roda de bobo. Imprensa paraibana também se queixa do excesso de secretos. Em vão.

- CABE a perguntinha ingênua: Time por time, Fortaleza é melhor que o Botafogo? Está pau a pau. Campanha do time paraibano no somatório de pontos, dos dois grupos, foi superior. O que significa pouca coisa.

- DE como entrarão em campo, dentro de modelos táticos, impossível fazer previsão. Mas é fácil tirar algumas conclusões. Por exemplo. Botafogo, por só a vitória interessar, terá que atacar de todas as maneiras. E o Fortaleza aplicará a retranca? Ceni não é de jogar medrosamente. Vai manter o mesmo 4-2-4. Pode estar blefando, pode não estar.

- DIMENSÕES do Almeidão, algo em torno de 20 mil, estádio ficará abarrotado, quer dizer, virará um caldeirão borbulhante. Menos mal que decidiram abrir mão de 2 mil ingressos para a torcida do Fortaleza. As organizadas, com certeza, farão muito barulho. Porém a diferença do outro lado é enorme.

- SEJA como for, decisão de hoje será parelha. Apesar da vantagem que o Fortaleza leva e deve valorizá-la. Toda e qualquer vantagem numa decisão é algo precioso. Não está descartada a decisão por pênaltis. Se acontecer, o frenesi será maior.

- AOS trancos e barrancos, sem seguir uma sequência lógica, o Nordestão desemboca na sua final. Aliás uma grande final, fazendo justiça aos dois melhores da competição. Os números não mentem. Basta confrontá-los. Favoritismo, nem pensar, mesmo e apesar da vantagem tricolor. Só que em território inimigo a prosa é outra.

ESTRATÉGIA DO SILÊNCIO

- EM toda essa guerra de bastidores há um detalhe a destacar.

- CONTUSÃO do Edinho. E a pergunta que nunca quis calar, mas ninguém deu resposta. Afinal sua contusão foi grave ou não?

- DM tricolor, a pedido da diretoria, botou uma pedra em cima. Fechou-se em copas, uma mísera linha sequer.

- ISSO tem nome. Chama-se a estratégia do silêncio. Sequer o nome de Edinho constou na relação nem foi visto no embarque.

PULGA ATRÁS DA ORELHA

- ONDE o Fortaleza quer chegar. Que o Botafogo fique com uma pulga atrás da orelha, pensando se ele jogará ou não. Se entrar em campo, a contusão foi um blefe pra enganar o adversário. Se não entrar já estava no script.

- VALE lembrar. Nos bastidores ou se ganha uma partida ou se bota tudo a perder. Depende da esperteza dos personagens, sombrios e soturnos, ou não. Na hora da bola rolar, logo cedo, 20 horas, aí é salve-se quem puder...

QUEM FAZ A DIFERENÇA

- CEARÁ venceu o Avaí, dentro da Ressacada, graças a dois lampejos do Thiago Galhardo, que, parece, saber das coisas. Foi quem fez a diferença.

- NÃO foi um bom jogo, mas o suficiente pra vencer o menos ruim. Não esquecer que o goleiro Diogo Silva, por quem não se dava nada, salvou o Alvinegro em pelo menos três atuações.

- TRÊS pontos da vitória fizeram o Ceará se afastar da zona de rebaixamento e afundar cada vez mais o Avaí, seu adversário direto.

- APESAR de todo empenho do Enderson Moreira, a casa que ele quer arrumar falta algo mais. Exceção do Galhardo. Querem ver? O que foram fazer em campo o trio: Sobral, Bergson e Leandro Carvalho? Cada qual pior que o outro. Há lugar ali, urgente, pro Wescley e o Baxola.

AS VIUVINHAS

- QUEM diria, hein! Apareceram as viuvinhas do Romarinho em seus escritos e falas. Estão ouriçadas. Se querem fazê-lo entrar no céu à força, favor comprarem, urgentemente, um par de asas...

 

TAGS