Participamos do

Broken

01:15 | Dez. 07, 2021
Autor O POVO
Foto do autor
O POVO Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

o espelho caiu ao chão,

as certezas viraram cacos de vidro,

as mãos banhadas em sangue

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

asfixiam o choro e o impedem de sair.

o rosto em lágrimas e o rímel borrado

casam com o nó no peito embargado.

há pequenos dinossauros verdes

morando em minha caixa torácica,

um a um tomando posse,

um a um me deixando sem norte.

caí no caos,

girei na corda bamba,

me arrisquei

e de bandeja

eu me entreguei.

há muitos sentimentos aqui dentro,

inúmeros e diversos,

por isso digo em versos

o montante, por fim, irá me engolir.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente