Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Verdes Mares

Pego uma bicicleta, termino de ajustar a máscara e começo o passeio pela orla. Vejo de tudo um pouco e deixo-me inebriar pelas imagens deslumbrantes que minha retina é capaz de captar. Os verdes mares de minha terra, Iracema, a rainha do Ceará e a Guerreira de Fortaleza. A beira-mar me sento e deixo a bike ao meu lado. Paro. Tento escutar os sons inaudíveis da cidade, os ventos varrem de forma impiedosa as risadas e confidências. Deito-me sob aquele céu azul anil, sinto a brisa do mar tocar meu rosto e se condensar sobre as lentes do meus óculos. Me sinto íntimo de mim mesmo. Me sinto abençoado por ter em minha cidade natal, um porto magistral e verdes mares para chamar de meu.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar