PUBLICIDADE
NOTÍCIA

Um jogo sem regras

00:30 | 23/03/2021

Cartas na mesa... Não sei quais eram as dela e ela não sabia as minhas, mas ambos conhecíamos as regras. Ela era competitiva e queria vencer, já eu não me incomodava de perder. Nesse jogo, havia uma forma de os dois vencerem, assim como havia uma forma de os dois perderem, só precisávamos saber como jogar e ambos éramos experientes nesse jogo de azar chamado "amar".

Eu iniciei e joguei, não sabia o que ela tinha, mas eu sabia ler o jogo, blefar perfeitamente. Ela, por sua vez, amava cada jogada que fazia, sorria e se divertia. Por um instante, achei que nós dois iríamos ganhar, mas a vida reserva jogadas difíceis de acreditar.

A próxima jogada dela fez todo o meu plano acabar. Sem ver solução, apostei meu coração, mas recebi rejeição. No fim, nem ela nem eu. Toda história que poderíamos ter se perdeu.

TAGS