Especiais premiados

Sertão a Ferro e Fogo

A narrativa do especial amarra a ocupação do território cearense e sua conquista a ferro e fogo. O ponto de partida é a marca de ferrar gado, herança das primeiras famílias que formaram o Nordeste. Publicado em 2014, venceu o Prêmio Banco do Nordeste de Jornalismo em Desenvolvimento Regional, em 2015, nas categorias Texto e Fotografia.

acesse o especial
Os Quinzes

O especial, publicado em 2015, apresenta narrativas de resistência. Gente que se reinventa um século depois de uma das maiores secas do Nordeste, a de 1915. Vencedor do Grande Prêmio de Jornalismo do Banco do Nordeste, em 2016, Os Quinzes manteve a liderança do editor e repórter especial do O POVO, Demitri Túlio, no ranking de jornalistas mais premiados.

acesse o especial
Renato Aragão 80 Anos

Vencedor do Prêmio Petrobras de Jornalismo 2016, conta a trajetória de oito décadas do cearense, eterno trapalhão. Publicado em 2015, revisita sua história de Sobral ao Rio. "O grande desafio foi tentar descobrir novas facetas porque ele é uma pessoa muito conhecida. Descobri, além do grande artista, um homem ligado à família, simples e muito tímido que soube se reinventar", diz a jornalista Raphaelle Batista.

acesse o especial
À Espera de Francisco

Mantém a tradição do O POVO de mergulhar na relação do cearense com a cultura, do ponto de vista humano à expectativa em relação à água. "É um desses especiais que entra nessa perspectiva da investigação etnográfica, a partir do elemento tão fundamental para nossa sobrevivência que é a água", diz a editora-executiva do Núcleo de Especiais, Fátima Sudário. Publicado em 2016, venceu o 18º European Newspaper Award.

acesse o especial
A Seca que Matou os Peixes

"Gosto da estiagem não pelo que faz, mas pelo fenômeno. Pra gente entender que a gente é mais seca do que chuva. No Interior, o cenário é arrasador", diz Demitri Túlio. "Falamos de uma economia que move a vida dos municípios pequenos. Dizem que acabou essa história de migração, mas não na pescaria. Cinco anos de seca faz as pessoas irem embora". De 2016, também levou o European Newspaper Award.

acesse o especial
Feiras Livres

Vencedor do Prêmio CDL 2016 na categoria Webjornalismo, traça, do medieval ao hype, um perfil do movimento que tem ganhado força nos últimos anos em Fortaleza. "São feiras que valorizam o mercado autoral e ajudam os pequenos empreendedores. Lugares de lazer, valorizam o encontro e a cultura", afirma o repórter Lucas Mota. Especial publicado em outubro de 2016.

acesse o especial