PUBLICIDADE
Jornal

VERSÃO IMPRESSA

Moro atende parcialmente a pedido feito por Camilo

Agentes prisionais. Reforço

25/04/2019 01:19:49

Após o governador do Ceará, Camilo Santana, pedir reforço de 90 agentes penitenciários ao Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJ), a pasta se manifestou por nota ao O POVO, afirmando que "não seria possível, no momento, atender, infelizmente, a solicitação". A justificativa do MJ para a negativa é a necessidade de "manter contingente de reserva em Brasilia para atender eventuais urgências".

"Não obstante, foi assumido o compromisso de avaliar tal viabilidade adiante e acompanhar os desdobramentos da situação do Estado", conclui a nota. A solicitação foi feita em reunião com o ministro Sergio Moro, em Brasília, na quinta-feira, 17.

Mesmo sem o envio no momento dos 90 agentes, o Ceará deve receber no início da próxima semana cinco agentes de segurança para reforçar a Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária. Segundo a Secretaria de Administração Prisional (Seap) de Minas Gerais, os agentes embarcarão terça-feira, 22, em um voo direto de Belo Horizonte para Fortaleza, a pedido do MJ. Outros 11 agentes mineiros seguirão para Brasília, onde permanecerão de sobreaviso.

Na quinta-feira, 17, a Secretaria da Justiça de Mato Grosso abriu inscrições para selecionar cinco voluntários interessados em integrar a força-tarefa federal, subordinada ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen). De acordo com a pasta estadual, antes de se dirigir para a primeira missão, no Ceará, a equipe selecionada pelo Depen se apresentará em Brasília, entre os dias 21 e 25.

Agentes penitenciários de outros estados começaram a chegar ao Ceará no início do ano, mas, por razões de segurança, não é informado quantos estão atuando no Estado. (Domitila Andrade. Com Agência Brasil)

TAGS