PUBLICIDADE
Jornal
VERSÃO IMPRESSA

Não há previsão de conclusão de reparos em estruturas atacadas

| Rodovias federais | Ponte sobre o rio Choró está com uma das vias interditadas. Viaduto na BR-020 segue com escoramento desde o dia 4

20/05/2019 10:38:05
?Ponte sobre o Rio Choró, em Chorozinho, foi atacada dia 12
?Ponte sobre o Rio Choró, em Chorozinho, foi atacada dia 12 (Foto: Mauri Melo)

Estruturas viárias que foram alvo de explosões criminosas desde o início da onda de ataques no Ceará ainda não tiveram reparos iniciados. Em alguns pontos, o trânsito segue bloqueado, sendo necessário desvio. Conforme o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit-CE), também não há previsão de conclusão dos reparos.

Criminosos tentaram derrubar viaduto da BR-020 em Caucaia, na madrugada do último dia 3, ao colocar explosivos em uma coluna de sustentação. O ataque foi um dos primeiros registrados na onda de violência empreendida pelas facções criminosas no Estado e causou risco de desabamento da estrutura. No dia 12, a ponte sobre o rio Choró, em Chorozinho (a 69,9 km de Fortaleza), também foi alvo de explosão.

? O superintendente regional substituto do Dnit-CE, José Teixeira Braga Neto, explica que para o viaduto da BR-020 será realizada, até domingo, a substituição emergencial do escoramento por um escoramento passivo. Isso permitirá iniciar os reparos. Ele prevê que, até sexta-feira, 18, a equipe consiga estabelecer orçamento e prazo para o fim da reforma. Segundo Braga, o pilar danificado na explosão terá de ser refeito. O trânsito na região permanecerá bloqueado até o fim das obras.

Para a ponte sobre o rio Choró, ainda não há previsão sequer para início dos reparos. Engenheiros do Dnit foram ao local no último domingo, 13, para avaliar os danos, mas ainda não há plano de reforma. "Pelo o que a gente pôde constatar apenas um lado sofreu avarias, aparentemente o outro lado não tem nenhum dano", analisa. "Os dois (viaduto e ponte) sofreram danos diferentes, a gente crê que o prazo de conclusão de Chorozinho seja bem mais rápido", prevê.

O POVO visitou os dois locais ontem. No quilômetro 66 da BR-116, em Chorozinho, não havia agentes de segurança ou de trânsito para orientar o fluxo. Apenas a via no sentido praia/sertão estava liberada; a via do sentido contrário estava bloqueada por cones. Para retornar, os veículos precisam acessar a cidade de Chorozinho. A avaria foi em uma das bases e não nas colunas, o que causou danos menores à sustentação da ponte.

No viaduto da BR-020 havia uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) fazendo a segurança. Segundo policiais, não havia a ocorrência de engarrafamento, apesar dos desvios. "A gente vai ficar aqui até que o problema seja solucionado e, mesmo depois que for resolvido, os esforços vão ser redobrados no sentido de trabalhar com ainda mais atenção, devido a essa crise", afirmou agente da PRF Adriano Monteiro.

HELOISA VASCONCELOS

TAGS