PUBLICIDADE
Shows e Espetáculos
"Lúcia"

Lucinha Menezes lança novo álbum e faz homenagem a Belchior em Fortaleza

Além do repertório do novo álbum, o show de Lucinha no Theatro José de Alencar terá uma homenagem ao seu conterrâneo e amigo Belchior, que morreu em abril deste ano

15:19 | 10/08/2017

(Foto: Cristina Granato/Divulgação)
"Foi a realização de um delírio". Assim a cantora Lúcia Menezes, conhecida carinhosamente pelo público como Lucinha, define o novo álbum "Lúcia", que será lançado em um show nesta sexta-feira, 11, às 20 horas, no palco do Theatro José de Alencar. Com direção musical e teclado da pianista Camila Dias, a apresentação de Lucinha será acompanhada pelos músicos João Camarero (violão), Mimi Rocha (violão), Jamil Joanes (baixo), Nonato Lima (sanfona), Thiago Rocha (sopros), Otto Júnior (percussão) e terá a participação especial do guitarrista e também cantor, Artur Menezes, filho da artista.

Este é o sexto CD da carreira da intérprete cearense radicada no Rio de Janeiro. No repertório, está a participação de Chico Buarque de Hollanda, na canção "Desencontro", de autoria do artista. Miúcha também divide vocais com Lucinha, em "Sonho de Marinheiro", parceria de João Donato e Fausto Nilo.

 

A ideia de convidar Miúcha para participar do disco surgiu de um desejo antigo da cantora. "Eu vinha guardando isso comigo e um dia liguei para ela, fiz o convite e ela topou na hora", conta. Já a participação de Chico Buarque só foi possível devido a uma atitude intuitiva de Lucinha. "Eu tinha muita vontade em gravar essa música com o Chico, mas achava que seria um delírio, mesmo assim arrisquei, fiz o convite e ele aceitou. Foi o maior passo que já dei na minha carreira".

 

Apesar de ser a primeira vez que grava com Chico Buarque, Lucinha já havia interpretado, em álbuns anteriores, músicas de autoria do cantor, compositor e escritor carioca. Entre elas, as canções "Violeira", "Samba do Grande Amor" e "Injuriado".

 

Lançado pelo selo Biscoito Fino, no início do ano, o trabalho é o quarto álbum de Lucinha gravado no Rio de Janeiro. A produção é assinada por José Milton, enquanto os arranjos e a regência são de Cristóvão Bastos e João Lyra. A escolha do repertório das 14 faixas levou em consideração o resgate de músicas antigas e sucessos que deixaram saudades.

 

"A música "Loirinha", por exemplo, escutei pela primeira vez em um programa do Chacrinha e, ano passado, reencontrei na internet. Fizemos novos arranjos para ela e gravei. Já a "Bem-te-viu", foi quando assisti à apresentação de Jorge Malta em um festival. Também tem "A Fia de Chico Brito", escrita por Chico Anysio, que foi sucesso no ano de 1978, com Dolores Duran".

 

Rapaz latino-americano

Além do repertório do novo álbum, o show de Lucinha no Theatro José de Alencar terá uma homenagem ao seu conterrâneo e amigo Belchior, que morreu em abril deste ano. A cantora irá interpretar a música "Paralelas" e trechos de canções inéditas do cantor, que nunca foram gravadas. Lucinha também irá apresentar a música "Os profissionais", ao lado do filho Artur Menezes.

 

LucinhaNatural de Itapipoca, no interior do Ceará, Lucinha sempre esteve envolvida com a arte desde a infância. Gravou seu primeiro disco em 1991, "Divina Comédia Humana", em vinil, com sucessos de Belchior e Fagner, cuja ideia e repertório foram do próprio Belchior. Cinco anos depois, lançou seu segundo trabalho, um CD ao vivo, totalmente dedicado ao repertório de Carmen Miranda.

 

Já no Rio, em 2005, gravou o disco "Lúcia Menezes", pela Kuarup. Três anos depois, gravou o álbum "Pintando e Bordando", pela Som Livre. Com esse álbum foi indicada ao Prêmio da Música Brasileira, na categoria "Melhor Cantora Regional", única cantora cearense já indicada a esse prêmio. Em 2012, Lucinha lançou mais um CD, o "Lucinha".

 

Para a cantora, se apresentar no seu Estado natal tem uma emoção especial. "Cantar em Fortaleza é poder  reviver a menina de 3, 4 anos de idade que ganhou o Concurso da Nova Voz Infantil, em Itapipoca".

 

Serviço:

Show de Lúcia Menezes - lançamento do CD "Lúcia"

Quando: sexta-feira, 11, às 20h

Onde: Teatro José de Alencar (rua Liberato Barroso, 525, Centro)

Ingressos: R$ 30 e R$ 15 (meia)

 

 

LENA SENA