PUBLICIDADE
Mundo

Ex-presidente sul-coreana chega a escritório para ser interrogada por escândalo

22:36 | 20/03/2017
A presidente deposta da Coreia do Sul, Park Geun-hye, chegou a um escritório de promotores federais para ser interrogada sobre o escândalo de corrupção no país, que levou à sua saída do cargo. Após sua chegada, Park afirmou que ela "lamenta pelo povo" e que irá responder às questões "fielmente".

Park não deu mais detalhes sobre o que pretende dizer e entrou no escritório dos promotores em Seul, em meio a diversos flashes de câmeras.

No início do mês, o Tribunal Constitucional do país decidiu encerrar definitivamente a presidência de Park após alegações de que ela divulgou informações confidenciais a uma amiga e a ajudou a extorquir dinheiro de empresas e cometeu outras transgressões. A ex-presidente negou qualquer irregularidade. Fonte: Associated Press.