PUBLICIDADE
Fortaleza
FORTALEZA

Três pessoas são presas suspeitas de crimes de adulteração e comercialização de veículos roubados

As prisões foram realizadas na última quinta-feira, 13. As investigações foram realizadas pela Polícia Civil do Estado

12:47 | 15/07/2017

Material apreendido no carro em que o casal estava (Foto Divulgação / SSPDS)
 

Três pessoas foram presas na última quinta-feira, 13, suspeitas de envolvimento em crimes de adulteração e comercialização de veículos roubados e tráfico de drogas. As investigações foram realizadas pela Polícia Civil do Estado, na Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC) e com o apoio de equipes do 8º Distrito Policial, conforme a assessoria de comunicação da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Um dos presos foi identificado como Aparecido Pereira Leite, 29 anos, conhecido como “Galego”, foragido de uma das unidades prisionais do Estado. Os agentes de segurança receberam denúncias de que ele estaria envolvido em um esquema ilícito de comércio de carros roubados. O suspeito foi abordado pelos policiais no bairro Bom Jardim, dentro de um veículo HB 20, em frente a uma farmácia. O homem tentou fugir em marchar ré, mas não conseguiu. Ele ainda tentou enganar os policiais apresentando documentos falsos.

Com Aparecido, os policiais apreenderam a chave de outro carro (Ford Ka), um automóvel de placas OZA-4731. Ao ser indagado sobre a procedência do veículo, “Galego” confessou aos policiais que o veículo era roubado e que pretendia vendê-lo. O suspeito e os dois carros, ambos com queixa de roubo, foram encaminhados para a sede da delegacia, onde “Galego” foi autuado por receptação qualificada, falsificação de documento público, uso de documento falso e adulteração de sinal identificador de veículo (devido ao fato de o HB 20 estar com o chassi adulterado).

Em outra ação, uma equipe da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas, juntamente com policiais do 8º DP, efetuou as prisões de Francisco Wislley Silveira Marques, 29 anos, e Pamela Wladia Bento de Almeida, 30, ambos sem antecedentes criminais. O flagrante ocorreu durante investigações sobre a existência de um laboratório de clonagem de veículos no bairro Serrinha. O casal também é suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas e clonagem de carros roubados. Enquanto os policiais realizavam campanhas no local, perceberam um carro de cor vermelha e placas PMS-3726 sair da casa. O carro era conduzido pelo homem, acompanhado de sua companheira. No banco do motorista, os policiais encontraram uma pistola calibre ponto 40.

Durante buscas na casa deles, outra pistola, cal. 380, munições de calibres variados, cerca de um quilo de entorpecentes, uma prensa hidráulica e documentos falsos em nome dos dois suspeitos foram apreendidos. O HB 20 no qual eles estavam é roubado e está com emplacamento adulterado. As placas originais também estavam na casa.

Eles foram levados à delegacia e autuados em flagrante por tráfico de drogas, receptação, falsificação de documento público, uso de documento falso e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito.

Redação O POVO Online