PUBLICIDADE
PUBLIEDITORIAL Logo Grupo Telles

Prevenção e tecnologia garantem segurança em viagens

Tanto para quem trabalha com transporte de cargas quanto para aqueles que vão pegar a estrada a passeio, alguns cuidados podem prevenir situações de risco. A tecnologia também pode ser forte aliada para a segurança

08:00 | 17/07/2017

Foto de um carro vermelho na estrada. Na imagem, aparece apenas a lateral do carro, do lado esquerdo da foto. Do lado direito da estrada, aparece uma vegetação esverdeada e um iluminação do sol
Foto: hxdyl/Shutterstock

Chegou aquele feriado tão aguardado e é hora de arrumar as malas e pegar a estrada? Ou deseja fazer um transporte de cargas e quer garantir que todo o procedimento será realizado com segurança? Para garantir não apenas que tudo saia como planejado, mas também que o bem-estar de todos seja assegurado, alguns cuidados básicos devem ser tomados quanto à manutenção do carro, às normas de direção na estrada e à segurança contra possíveis assaltos.

Manutenção do veículo
Primeiro passo para cair na estrada: revisão do automóvel. Com um mecânico de confiança, verifique todos os itens necessários para uma viagem tranquila. Em geral, essa revisão envolve: freios; pneus, limpador de para-brisas; sistema elétrico, faróis e lâmpadas; combustíveis e lubrificantes; filtros de ar, óleo e combustível; suspensão; radiador; velas e cabos; correia dentada, entre outros componentes do automóvel.

"É sempre importante você estar prevenido com essas questões de manutenção do veículo. É preciso verificar os itens de segurança, o triângulo, a chave de roda. Além das ferramentas, tem que se preocupar muito com a questão de prevenção”, alerta David Silva, diretor de Gerenciamento de Risco Nacional da Servis Segurança. Outro ponto que o diretor destaca é a importância de ter à mão itens como água extra, lanterna, GPS e telefones de emergência.

Já as rotas a serem feitas devem ser planejadas com antecedência, levando em conta não apenas o tempo de viagem, mas também as condições da estrada, a segurança de possíveis pontos de parada e o índice de assaltos no local, optando sempre pelo caminho mais seguro. “Toda prevenção é extremamente positiva”, afirma Silva.

Tecnologia
De acordo com David Silva, em caso de veículos de carga, a revisão vai além e verifica também os equipamentos tecnológicos de segurança do veículo, como sistema de rastreamento, também disponível para carros de passeio. “Tem que ser feito o checklist total para que, no momento de uma ocorrência durante as viagens, esse sistema de rastreamento seja acionado e evite que um roubo seja realizado, por exemplo”, explica.

A tecnologia de rastreamento, inclusive, também pode ser de grande utilidade em casos de acidentes. “Se a gente verificou, no sistema de rastreamento, que o veículo está parado há muito tempo em determinado local, um local ermo, nós acionamos a Polícia Rodoviária”, aponta o diretor.

Já por meio do Gerenciamento de Risco, oferecido pela empresa de segurança particular para o transporte de cargas, são feitas soluções de logística; análise de fatores de risco; cadastro de todos os envolvidos na operação; planejamento de rotas, paradas e abastecimentos; e transportes em comboio, com escolta e rastreamento por satélite. “Em carga, além de tentarmos evitar o roubo, nós temos outras técnicas e táticas para recuperar a carga e evitar o prejuízo do cliente e da seguradora”, destaca.

Dentro do Gerenciamento de Riscos, a empresa trabalha ainda a questão da direção defensiva ou por região. Um exemplo é a preparação necessária para dirigir em períodos de grande chuva. “Quando temos um cliente que realmente se preocupa com essa segurança em relação a acidentes, nós fazemos um mapeamento das estradas, verificando os pontos de paradas, locais de riscos, locais em que há mais acidentes ou abordagens. Isso se chama Rotograma. Usamos todas as informações para verificar quais as regiões com curvas acentuadas, regiões de roubo, etc”, detalha Silva.

Para carros de passeio, a Servis disponibiliza também o chamado Botão de pânico, que o motorista pode acionar no momento de uma abordagem, enviando um alerta para a central da empresa. “Esse serviço é muito bem visto pelas seguradoras, porque, quando a gente trabalha com essa estratégia, o roubo de veículos pessoais diminui muito. Você está preservando o valor material e as vidas das pessoas dentro daquele veículo”, ressalta o diretor.

Mas ele alerta: só a tecnologia não consegue fazer nada sozinha. Além da fundamental presença de uma equipe treinada para a utilização desses equipamentos, os cuidados preventivos dos usuários também são fundamentais para sua segurança.

“Todo recurso de segurança cabível no bolso do cliente é importante. Mas, apesar de os recursos tecnológicos e materiais que ele possa ter, a gente precisa muito se preocupar com a questão conceitual do negócio. Qual o conceito? O conceito é evitar que o local ou veículo seja roubado ou corra um risco desnecessário. Então, eu também devo tomar certas prevenções”, alerta, referindo-se aos cuidados que vão desde a revisão do automóvel e o planejamento das rotas de viagem até a direção defensiva e a atenção durante todo o caminho.