PUBLICIDADE
Brasil
BRUNO BORGES

Família de jovem desaparecido no Acre fecha acordo com editora para publicar livros

Primeiro livro a ser publicado será ''Teoria de Absorção de Conhecimentos (TAC)'', seguindo ordem deixada pelo estudante, de acordo com o pai dele

17:51 | 19/06/2017

No quarto do estudante, foram encontradas uma estátua do filósofo Giordano Bruno, códigos escritos nas paredes e 14 livros criptografados escritos a mão (Foto: Reprodução)
 

Os livros do estudante de psicologia Bruno Borges, 25, desaparecido desde o último dia 27 de março, devem ser lançados por editora que comprou os direitos das obras. O acordo com a empresa, que não teve o nome divulgado, foi feito com a família do rapaz.

O acreano deixou, antes de sumir, 14 livros criptografados, alguns deles escritos nas paredes, chão e teto do quarto de casa, em Rio Branco. O primeiro livro a ser publicado será “Teoria de Absorção de Conhecimentos (TAC)”, seguindo ordem deixada pelo estudante, de acordo com o pai dele, Athos Borges.

Esse volume trata de metodologia para potencializar a absorção e criação de conhecimentos. A sinopse divulgada aponta que, uma das práticas para esse método seria o isolamento, “capaz de potencializar a espiritualidade e os órgãos sensoriais para gerar insights produtores de conhecimentos”.

Em maio, um amigo de Bruno, Marcelo Ferreira, 22, foi detido por falso testemunho, após a Polícia encontrar na casa dele dois contratos sobre porcentagem da venda dos livros.

A Polícia investiga a possibilidade do desaparecimento do jovem se tratar de um afastamento consciente. Os contratos garantiam cerca de 15% do dinheiro da venda e publicação dos livros para Ferreira, outros 15% para o primo de Bruno, que e 5% para outro amigo do estudante, Márcio Gaiote.

Redação O POVO Online