PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Lava-pé no Santuário

01:30 | 12/05/2017
Santuário moderno conseguiu mudar a visão dos portugueses
JAVIER SORIANO/AFP
Santuário moderno conseguiu mudar a visão dos portugueses JAVIER SORIANO/AFP

Tem peregrino hoje no Santuário já com os pés bem lavados e tratados, também medicadas outras mazelas do corpo geradas na estrada. Eles passaram, por certo, pelo último ponto de apoio, a brigada de lava-pés do Movimento da Mensagem de Fátima (MMF). Segundo o padre Manuel Antunes, 80, assistente nacional do Movimento, a missão é cuidar dos pés e corpo, de imediato, mas também do espírito do peregrino. “A gente não dá conta, mas doenças espirituais são aqui curadas”, diz. Segundo o capelão do Santuário, o lugar tem um carisma que toca as pessoas. “Muita gente que vem, crentes ou não crentes, têm aqui uma paz sem explicação”, acrescenta.

Na Casa Nossa Senhora das Dores, dentro do Santuário, o grupo de voluntários do padre Antunes tem as três salas de lava-pés cheias, noite e dia. Os casos mais graves vão logo direto para o pronto-socorro, bem ao lado, onde a irmã brasileira Maria do Socorro Machado dá plantões. Como nestes dias é muita gente para atender, ela esquece a hora de voltar à congregação. O padre Antunes sorri, puro agradecimento. Segundo ele, o peregrino dá-nos um testemunho edificante dessa fé que não deixa interromper a caminhada. “Ano passado choveu muito, mas eles não se afastaram do caminho”. (AA)