PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Alemanha-Fortaleza. Avião da Lufthansa será ícone contra o terrorismo

A cidade alemã Friedrichshafen receberá Boeing sequestrado em 1977 por terroristas. Atualmente, o avião vira sucata no aeroporto de Fortaleza, litoral brasileiro

17:00 | 12/08/2017

O destino do lendário Lufthansa PT-MTB tem, agora, uma rota traçada para a última viagem. Do cemitério de aviões do pátio do Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza (CE), o Boeing será levado para Friedrichshafen.  Uma cidade turística da Alemanha, às margens do Lago Bodensee e que faz fronteira com Áustria e Suíça. O 737-200 será exposto no Museu  Aeropespacial Friedrichshafen como ícone de um esforço contra o terrorismo.

 

Maria Könning-de Siqueira, cônsul Geral da Alemanha para o Nordeste, afirmou ao O POVO que o Boeing tem um simbolismo. Em 1977, contra a Fração do Exército Vermelho (RAF) e “hoje contra a covardia do Estado Islâmico”.

 

Para o governo e cidadãos alemães, o PT-MTB é mais que um avião velho e encostado, desde 2008, pela TAF Linhas Áreas em um aeroporto no Brasil, quando deixou de ser um cargueiro da empresa cearense. Há uma geração que viveu a turbulência política daquela época e acompanhou, em outubro de 1977, a agonia do sequestro do Lufthansa por terroristas dos grupos Frente Popular para a Libertação da Palestina e Baader-Meinhof. A aeronave tinha acabado de decolar de Palma de Mallorca, na Espanha, com destino a Frankfurt, na Alemanha.

 

O drama, conhecido por Outubro Alemão e que atravessou cinco dias entre seis aeroportos da Europa, Oriente Médio e África, não é reverenciada pelos germânicos. Nem poderia. Mas o resgate do PTMTB permeia o imaginário de uma Europa, hoje, assombrada pelo terrorismo. No desfecho do episódio, o comandante do avião foi executado e 90 reféns salvos. Na invasão ao Boeing, apolícia matou três terroristas e  feriu a única mulher do grupo.

 

Sigmar Gabriel, ministro dos Negócios Estrangeiros da Alemanha, declarou que o “terrorismo assassino da RAF (Fração do Exército Vermelho) era uma séria ameaça para o estado democrático de direito. A libertação de Landshut (nome de batismo do PT-MTB), na pista de pouso de Mogadíscio (Somália), pode ser símbolo de nossa democracia e de uma sociedade livre que não fica com medo e terror. O Landshut é muito mais do que um avião velho, é um incentivo”, disse o político ao jornal alemão Bild.

 

Para Sigmar Gabriel, a história do PT-MTB “é ainda emocionante e também oportuna em tempos onde o terrorismo ameaça nossa coexistência pacífica. A mensagem do Landshut é: Não vamos, não vou me curvar ao terrorismo. Nós somos mais fortes e não desistimos de nosso modo de vida”, afirmou o ministro.

 

Em Friedrichshafen será construído um memorial para o avião e para a narrativa daqueles dias trágicos de 1977. O desejo do governo da Primeira Ministra Angel Merkel é que a aeronave esteja repatriada e restaurada para os eventos dos 40 anos de aniversário do Outono Alemão. “O Landshut teve um grande papel no drama do terrorismo da RAF naquela época. Ele merece encontrar um lar digno na Alemanha”, avalia Sigmar Gabriel. O sequestro do Voo 181, da Lufthansa, se deu em 13 de outubro de 1977.

 

Na última semana, estiveram em Fortaleza, para um reencontro com o avião, três sobreviventes do sequestro e um policial que participou do resgate. Jürgen Vietor (copiloto), Brigitt Röhll e Diana Müll (passageiras) e Jörg Schleyer (policial). Vieram participar de um documentário, do jornal alemão Bild.

 

FICHA DO AVIÃOPrimeiro voo – 7/1/1970Número da Linha – 230Tipo do avião – Boeing 737-200 (Boeung Field/BFI)Idade do avião – 47 anos (20254)Nome da aeronave – Landshut (nome de uma cidade alemã)Motor - 2x PW JT8D-9A

 

TERRORISMO NA ALEMANHA NOS TEMPOS ATUAIS

 

2/6/2017 – O festival de Rock am Ring, no autódromo de Nürburg, foi interrompido por suspeita de que haveria um atentado terrorista. O alerta aconteceu dias depois do atentando em Manchester (Inglaterra, 30 de maio), onde morreram 22 pessoas e mais de 100 foram feridos.

 

28/7/2017 – Uma pessoa morreu e várias saíram feridas em um supermercado, em Hamburgo, após um homem invadir o local com uma faca.

 

20/12/2016 – Em Berlim Ocidental, um caminhão guiado pelo tunisiano Anis Amri, 24, invadiu um mercado de Natal deixando pelo menos 12 mortos e 48 feridos. O ataque foi semelhante ao atentado na cidade francesa de Nice, onde morreram 86 pessoas e 400 ficaram feridas. O Estado Islâmico reivindicou os dois ataques.

 

16/12/2016 – A polícia alemã revelou que teria prendido uma criança germano-iraquiano, de 12 anos, que tentou explodir a Câmara Municipal e o Mercado de Natal de Ludwigshafen. As ações foram no final de novembro.

 

10/10/2016 – Após dois dias de buscas, a polícia conseguiu deter um sírio de 22 anos. De acordo a polícia alemã, ele estaria preparando um atentado no aeroporto de Berlim. No apartamento dele, em Chemnitz, foram encontrados explosivos. Ele teria se suicidado na prisão.

 

18/7/2016 – Um afegão, de 17 anos, feriu com uma arma branca quatro pessoas num comboio próximo da localidade de Würzburg, sendo depois detido. O Estado Islâmico reivindicou o atentado.

 

24/7/2016 – Um atentado suicida na entrada de um concerto, em Ansbach, deixou 12 pessoas feridas. Um sírio, de 27 anos, teria acionado os explosivos que transportava numa mochila. Ele estava sob tratamento psiquiátrico e havia tentado se suicidar duas vezes.

 

FONTE: BBC, AFP E EURONEWS

 

Em Fortaleza

 

O copiloto Jüngen Vietor, 75, esteve no Ceará, nesta semana, para um reencontro com o avião

 

Brigitt Röhll é uma dos 90 sobreviventes do sequestro do Voo 181 da Lufthansa

 

Dieter Fox é um ex-policial alemão que trabalhou no resgate do reféns

 

Diana Müll também é personagem do Outono Alemão, episódio que marcou

1977

DEMITRI TúLIO