PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Reitoria vai manter oferta de bolsas

01:30 | 15/07/2017

  Após manifestações estudantis e uma reunião do conselho universitário, a reitoria da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) retrocedeu, ontem, da decisão de não ofertar bolsas a alunos estrangeiros novatos. O benefício, que totaliza R$ 530 por aluno para alimentação, moradia e transporte, continuará sendo disponibilizado. Não há garantia de oferta para todos, mas os pleitos serão analisados.

As inscrições do processo seletivo de estudantes estrangeiros, que acabariam ontem, tiveram o prazo estendido para até a próxima sexta-feira, 21. De acordo com informações da Unilab, atualmente, 961 alunos oriundos de outros países recebem a bolsa. No total, a universidade tem 3.613 estudantes matriculados em cursos presencias, entre brasileiros e estrangeiros, e 64% recebem algum tipo de auxílio. São ofertadas 640 vagas para o ano de 2018.

Para o estudante do curso de Agronomia Gilson de Nazaré José Adriano, 24, a notícia sobre a revogação da cláusula restritiva representa um avanço. “Para que haja alunos é preciso incentivo, apoio moral e financeiro. Como é uma universidade nova, o apoio para que o estudante se mantenha no curso é fundamental”, afirmou. Sem o benefício, muitos estudantes não conseguiriam sequer chegar ao Brasil. “A ausência da bolsa é sinônimo de voltar ao país de origem”. 

TAGS