PUBLICIDADE
VERSÃO IMPRESSA

Núcleo na DHPP vai apurar mortes de policiais

01:30 | 21/03/2017
O secretário da Segurança Pública (SSPDS), André Costa, anunciou que está sendo criado núcleo exclusivo para a investigação de assassinatos de agentes de segurança no Ceará. O setor funcionará na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A informação foi publicada por Costa no Facebook após internauta perguntar sobre a investigação do homicídio do cabo da Polícia Militar Luís Carlos Ribeiro, 49, morto no último sábado, 18, em Caucaia. O secretário já havia criado comissão especial para acompanhar ocorrências que vitimam agentes de segurança pública no Estado.

“Está sendo dada a devida prioridade em casos de mortes de policiais”, postou Costa. Na tarde de ontem, a Polícia Civil divulgou que um suspeito de participação na morte de cabo Ribeiro foi preso em Caucaia no domingo, 19. Segundo a SSPDS, dois adolescentes foram identificados por envolvimento no crime e são procurados.

Conforme O POVO publicou ontem, o secretário também utilizou as redes sociais para anunciar que os policiais haviam adotado uma “ofensiva” contra o crime, após ataques no fim de semana. Desde a noite de sexta-feira, 17, três ônibus foram incendiados e houve tentativa de ataque contra um quarto veículo. Os ataques seriam uma retaliação à morte de suposto integrante do Comando Vermelho (CV).

Na madrugada de ontem, a cabine da PM na Praça do Ferreira, no Centro, sofreu uma tentativa de incêndio. As chamas, porém, não chegaram a consumir o equipamento. Por meio de nota, a SSPDS informou que a ofensiva anunciada por André Costa se dá em ações “padronizadas de policiamento, visando maior capacidade de resposta dos policiais, como a utilização de duas viaturas em conjunto nas rondas e uma maior atenção no policiamento de prédios públicos”. Tudo é preventivo, conforme a SSPDS, porque “ainda não é possível relacionar as ocorrências registradas desde a última sexta“. (Thiago Paiva)